Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Quais são os dados necessários para emissão de Nota Fiscal?

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Você sabe quais são os dados necessários para emissão de Nota Fiscal? Apesar de não ser nenhuma novidade, a implantação gradativa da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), que vem sendo implementada há mais de dez anos, ainda vem gerando muitas dúvidas nos empresários na hora de emitir suas Notas Fiscais.

Neste trabalho, sem maiores intenções faremos algumas explanações e tentaremos, sem querermos esgotar o assunto, tirarmos algumas dúvidas e ajuda-los na hora sagrada de emitir suas notas com confiança e segurança, deixando seu tempo livre para gerir seu negócio com mais tranquilidade.

Pela definição oficial brasileira, uma nota fiscal eletrônica (NF-e) é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviços, ocorrida entre as partes.

O projeto da Nota Fiscal Eletrônica faz parte de três subprojetos que integram um programa do governo federal chamado SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) da Receita Federal do Brasil, à saber: escrituração contábil digital, escrituração fiscal digital e nota fiscal eletrônica. A nota fiscal faz parte de um projeto piloto iniciado em 2005 em parceria com as secretarias de fazenda de 6 estados e algumas empresas de grande porte, optantes.

São dados necessários para emissão de Nota Fiscal:

  1. Certificado digital:

O primeiro passo para emitir nota eletrônica é possuir um Certificado Digital, que assegura validade jurídica ao documento por permitir confirmação de sua autenticidade. Existem diversos órgãos autorizados pelo IPC (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira) a fornecer Certificado Digital. Leia também nosso artigo para saber tudo sobre certificado digital.

  1. Credenciamento na Sefaz:

Você poderá usar um sistema próprio ou contratado, no entanto, é necessário realizar o credenciamento junto à secretaria de fazenda do estado para emitir NF-e. Cada estado tem seu procedimento específico, porém, trata se de um procedimento sem maiores complicações

  1. Escolha o emissor de NF-e:

Existem várias opões de softwares no mercado. Alguns podem ser baixados em seu computador para emitir notas fiscais eletrônicas. Opcionalmente você poderá usar serviços que rodam em nuvem e podem ser acessados online em um dispositivo que esteja conectado à internet. Se sua empresa tem um movimento muito grande de emissão de Notas Fiscais a opção mais recomendada é adotar um emissor integrado a um sistema de faturamento ou sistema de gestão, um gerenciador de nota fiscal eletrônica.

Emitir nota fiscal é requisito necessário para que sua empresa cumpra com sua função social, além de ter relações seguras e confiáveis junto aos seus fornecedores e clientes, mantendo suas obrigações tributárias para com os governos municipais estaduais e federal. Por isso é imprescindível que você reúna todos os dados necessários para emissão de Nota Fiscal em sua organização, seja ela de que porte for.

Além disso, as notas fiscais são a base de toda a contabilidade da companhia, mantendo os departamentos de faturamento interligado com departamento fiscal, contábil e financeiro. Fomentando dados para uma contabilidade confiável que beneficia, não só a sua administração e tomada de decisões, mas também à terceiros interessados em parcerias com sua empresa.

Descubra nesse artigo exemplos de programas grátis para seu controle financeiro

Os tipos de Nota Fiscal Eletrônica

Atualmente, são três tipos de nota Fiscal Eletrônica, sendo que cada uma substitui um documento específico:

  • NF-e – Nota Fiscal Eletrônica:

A NF-e foi desenvolvida em substituição às notas fiscais modelos 1 e 1A, emitidas para acobertar operações de circulação de mercadorias e serviço, que está relacionado com a cobrança de ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e serviços);

  • NFS-e – Nota Fiscal de Serviços Eletrônica:

Criada para substituir a Declaração de Serviços, está diretamente ligada ao prestador de serviços e às Prefeituras que é responsável pela disponibilização dos webservices e os desenvolvedores de software desenvolvem a comunicação – veja sobre o que é e como emitir nota – Está relacionado à cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviços);

  • CT-e – Conhecimento de Transporte Eletrônico:

Enquanto isso, o conhecimento de transporte eletrônico está substituindo diversos documentos utilizados para o transporte de cargas (Modelos 7, 8, 9, 10, 11 e 27).

Desta forma, mantenha em dia os dados necessários para emissão de Nota Fiscal da sua empresa e desfrute das diversas vantagens que ele proporciona. Além da substituição de grande parte das notas em papel instituindo um novo modelo digital, a implantação da nota fiscal eletrônica representa um avanço tecnológico, trazendo praticidade, evitando desperdício de tempo e espaço para guarda de caixas e caixas de documentos.

Com um gerenciador de nota fiscal eletrônica por exemplo, você conta com um banco de dados no qual é possível cadastrar clientes e suas informações, dispensando a tarefa de preenchimentos todas as vezes que você precisar fazer algo relacionado a ele, além de poder encontrar com apenas um clique todas as notas já emitidas para aquele cliente.

O sistema de gerenciamento da NFe.io pode te ajudar nessa tarefa, integrando o seu meio de pagamento e automatizando a geração de notas fiscais da sua empresa. Saiba mais!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 3