Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Multa por não emitir nota fiscal: 6 situações que merecem a sua atenção

Confira 6 situações que mais costumam acarretar multa por não emitir nota fiscal e saiba como evitá-las para ficar em dia com o Fisco.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

A nota fiscal é um documento extremamente importante para qualquer empresa. É nela que ficam registradas todos os dados referentes a determinada transação comercial, como a descrição da mercadoria, o valor do produto ou serviço e os impostos aplicados.

Emitir a nota fiscal é uma obrigatoriedade para toda pessoa jurídica, estando esta sujeita a multas e demais penalidades caso não faça a emissão da NF.

Neste artigo vamos falar sobre multa por não emitir nota fiscal. Quais são as principais penalidades? Em que situações elas podem ocorrer?

Continue a leitura para entender a quais penalidades você está sujeito e o que fazer para evitá-las.

Veja em nosso blog: Como emitir nota fiscal de produtos importados? Confira 4 passos para nacionalizar mercadorias com segurança

Multa por não emitir nota fiscal: quais são e como evitá-las?

Uma multa por não emitir nota fiscal pode variar entre 10% a 100% do valor da NF autuada. Além disso, o valor dessas penalidades podem ser cumulativos. Por isso, melhorar esse processo e evitar multas é fundamental.

Desde 2011, toda empresa é obrigada a emitir notas fiscais eletrônicas e a fiscalização pode ocorrer em até 5 anos.

Se, por exemplo, a sua empresa chegou a enviar em 2019 informações equivocadas para a Receita Federal, você poderá responder por esse delito até 2024.

Por esse motivo, é importante arquivar todas as notas fiscais para que elas possam ser apresentadas ao Fisco caso seja solicitado.

Confira a seguir algumas situações cabíveis de multa por não emitir nota fiscal.

1 – Fornecedores

Para evitar receber multa por não emitir nota fiscal, é importante ficar atento ao desempenho de seus fornecedores. Isso porque quando eles não emitem nota fiscal, você também está sujeito a penalidades.

Se o seu fornecedor não emitir nota fiscal, ele deverá pagar uma multa equivalente a 50% do valor da operação. Já a sua empresa deverá arcar com a multa de 35% sobre o mesmo valor. Ou seja, você também será responsabilizado pela má conduta de quem te vendeu as mercadorias.

2 – Numeração

A sua empresa também estará sujeita a multa caso as suas notas fiscaisl não sigam uma ordem numeral. A legislação prevê que as NFs sejam emitidas respeitando uma sequência numérica cronológica referente à data de emissão.

Se por algum descuido você pular a numeração, será preciso comunicar o erro para Secretaria de Fazendo do seu estado até o décimo dia corrido do mês seguinte ao fato.

Caso você não informe dentro do prazo, deverá pagar uma multa no valor de R$ 246,30.

3 – Cancelamento

Caso você precise cancelar alguma nota fiscal, o prazo para realização desse procedimento é de 24 horas. O não cancelamento da nota prevê uma multa de 10% do valor da operação.

4 – Dados divergentes

A divergência de dados é uma das situações que prevê multas altíssimas na legislação. O valor da transação e os dados do destinatário devem ser os mesmos tanto na nota fiscal quanto no Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica (DANFE)

Se não houver compatibilidade nas informações, a multa prevista é de 100% sobre o valor da operação. Outros tipos de divergência preveem multa de R$ 328,40 para cada documento fiscal.

5 – Envio de nota fiscal para o cliente

Da mesma forma que os seus fornecedores são obrigados a emitir nota fiscal para a sua empresa, você também é obrigado a emitir uma NF para os seus clientes.

Como observamos na situação 1, a multa para quem não emite e envia a nota fiscal para o cliente é de 50% do valor total da venda.

Vendas de até R$ 120,00 não precisam obrigatoriamente de nota fiscal, a não ser que o cliente faça questão.

Não existe também uma norma específica para o método de envio da NF. Deve haver um comum acordo entre as partes sobre essa questão. Mas, geralmente, a nota fiscal é enviada por e-mail ou disponibilizada para download no site da loja.

6 – SPED Contábil e Fiscal

Aqui temos outra situação que prevê multa severa. Se você não apresentar o seu SPED Contábil dentro do prazo estabelecido, deverá pagar R$ 5 mil por mês ou por fração. Além disso, sua empresa ficará impossibilitada de participar de qualquer processo licitatório no âmbito público.

E tem mais. Caso a Escrituração do Documento Fiscal esteja ausente no seu SPED Fiscal, a multa é de 10% sobre o valor total da operação identificada. Já o atraso desta Escrituração prevê 1% de multa sobre os valores das operações do período em questão.

Gostou do nosso artigo? Agora que você já sabe o quão onerosa pode ser uma multa por não emitir nota fiscal e em quais situações elas mais ocorrem, ficará mais fácil evitar qualquer autuação junto à Receita Federal.

Leia também: Como calcular imposto de nota fiscal de venda e manter suas obrigações fiscais em dia

Dicas sobre notas fiscais nunca são demais, por isso, criamos este infográfico para você:

O que é emissão de Nota Fiscal

Evite multas com um gerenciador de notas fiscais

Cansado de receber multas por errinhos de cálculo ou atraso na emissão das notas? Então, adote um sistema de gerenciamento de notas fiscais como o NFe.io.

Dessa forma a emissão, cálculo e envio das notas aos clientes (arquivos XML e HTML) é automática.

Além disso, você pode contar com consultas automatizadas de CPF e CNPJ e tem também desconto no certificado digital.

Interessado? Então, marque uma conversa agora mesmo!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.