Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Tire suas dúvidas sobre a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica

Fique por dentro de tudo sobre a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, como funciona, vantagens, emissão e mais informações.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Desde as primeiras iniciativas do governo e da Secretaria da Fazenda em criar documentos e fiscais eletrônicos para pessoas jurídicas, a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica se tornou um dos tópicos mais populares. Afinal de contas, ela tem interferência direta na relação com o consumidor porque é emitida diretamente para ele no ato da compra.

A função da NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica) é substituir o cupom fiscal que é emitido atualmente pela maior parte das empresas de varejo. O cupom não tem validade fiscal, sendo somente um resumo das compras que é entregue ao consumidor para controle dos produtos adquiridos e preços pagos.

Quando o cliente precisa da comprovação fiscal oficial, ele precisa fazer a solicitação para o estabelecimento tendo em mãos o cupom emitido na compra. Com a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, isso seria automático e não é preciso fazer a emissão subsequente.

Atualmente, a emissão da NFC-e não é obrigatória em todos os estados e nem em todos os comércios. No entanto, como se trata de um processo em expansão, vale muito a pena investir desde já nesse tipo de tecnologia e entender de uma vez por todas como funciona a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica.

Saiba mais: O que é nota fiscal e quais as diferenças? Saiba tudo sobre esse tema

NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica – O que é e como funciona

Qual a diferença entre a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica e a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)?

Essa é uma das principais dúvidas sobre a NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica). Primeiramente, é preciso entendê-la com detalhes para poder entender a diferença entre uma e outra.

  • Varejo: a NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica é um documento característico dos estabelecimentos de varejo. Ela também pode ser emitida sempre que uma pessoa comprar um produto ou serviço qualquer de uma loja, física ou eletrônica, utilizando qualquer tipo de pagamento digital ou físico.
  • NF-e: a Nota Fiscal Eletrônica tem um escopo bem maior do que o da NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica. Isso porque ela se aplica a todo os tipos de situações de transação comercial (troca, venda, compra, devolução) e é usada para substituir as antigas notas fiscais e não o cupom fiscal do consumidor, como a NFC-e.

Como funciona a emissão da NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica?

Para fazer a emissão, o estabelecimento deve estar devidamente regularizado e ter solicitado o seu cadastro eletrônico (e-CNPJ, Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) e ter obtido o certificado digital.

Todas as notas fiscais emitidas eletrônicas têm como pré-requisito principal a Certificação Digital, porque sem ela não é possível validar as transações e as emissões realizadas em ambiente eletrônico.

Quais as vantagens para o cliente?

A NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica fica armazenada eletronicamente no sistema da Secretaria da Fazenda por contribuinte. Isso significa que o consumidor pode fazer a consulta da NFC-e a qualquer momento com o máximo de facilidade e, com isso, não há problema de perder a via impressa e ficar sem a comprovação fiscal de sua compra.

Veja também: Porque usar software para emissão de NFe em pagamentos recorrentes

Qual é o documento auxiliar da NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica?

O documento auxiliar é o DANFE NFC-e, que pode ser visto como uma versão simplificada da original. Ele deve conter a chave para a NFC-e, seu código de barras para consulta por dispositivos móveis e, em caso de vendas delivery, informações mais detalhadas sobre a venda e deve estar sempre com o produto em trânsito.

Em vendas presenciais, ele pode ser impresso em impressoras não fiscais, térmicas ou a laser. Além disso, caso o cliente concorde, ele pode ser enviado em formato eletrônico ou pelo envio da chave do documento fiscal que ele representa.

Como funciona a emissão da NFC-e?

O processo de emissão da NFC-e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica é bastante parecido com o da NF-e. Ela deve ser gerada a partir de um software de emissão específico e devidamente reconhecido pelos órgãos responsáveis.

No ato da compra, é preciso fornecer as informações básicas dos produtos que estão sendo adquirido, valores, detalhes de preços de frete e outros dados. A emissão é simples e rápida, sendo instantaneamente validada pela Sefaz.

Como gerenciar a emissão das NFes?

O ideal é usar um software de gerenciamento de notas fiscais, como o NFe.io que além de já fazer o cálculo do impostos, diminuindo a ocorrência de erros, e ter um sistema mais estável de conexão com as prefeituras, ele automatiza a tarefa repetitiva da emissão manual das notas ficais, gerando mais produtividade para o seu negócio.

Veja muitas outras vantagens aqui: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.