Como calcular imposto sobre produto e manter-se em dia com suas obrigações tributárias

Tempo de leitura: 6 minutos

Não tem escapatória. Toda empresa que comercializa qualquer tipo de produto está sujeita a pagar impostos.

Mas que impostos são esses? Como calcular imposto sobre venda de produtos?

Está cansado de emitir suas notas fiscais uma por uma?

Na NFE.io é possível se livrar dessas tarefas repetitivas através de integrações com meios de pagamento, plugins, planilha do excel ou conectando diretamente com a nossa API.

Quer entender como funciona?
Converse com a nossa equipe especializada para livrar a sua empresa da burocracia!
Quero otimizar meu tempo

A resposta para essas perguntas você confere nas linhas a seguir. Continue a leitura e entenda mais sobre a tributação de mercadorias e mantenha-se em dia com suas obrigações fiscais.

Leia também: Como melhorar as vendas de um produto: confira 7 dicas comprovadas para alavancar seus resultados

Quais são os impostos que incidem sobre produtos?

Antes de mostrarmos como calcular imposto sobre produto, é importante que você saiba quais são os tributos que costumam incidir sobre as mercadorias, bem como a alíquota de cada um deles.

1 – Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ)

O Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) é cobrado trimestral ou anualmente, a depender do regime tributário escolhido pela empresa.

Empresas que optaram pelo regime de Lucro Real devem pagar uma alíquota de 15% sobre o lucro líquido mensal. Quando esse lucro é superior a R$ 20 mil, é acrescido mais 10%.

Se a empresa for optante do Lucro Presumido, a alíquota é de 1,2% do faturamento bruto trimestral.

Leia mais: Como calcular imposto de nota fiscal de venda e manter suas obrigações fiscais em dia

2 – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é também um tributo muito conhecido pelos empresários. Ele é uma das principais fontes de arrecadação dos estados.

Por se tratar de um imposto estadual, é comum que haja dúvidas sobre o seu cálculo.

Cada Unidade Federativa decide sobre a alíquota de ICMS a ser cobrada, a qual geralmente varia de 12% a 25%. O valor vai depender do estado de origem e de destino da mercadoria e do tipo de produto que está sendo transportado.

Veja também: Tudo o que você precisa saber sobre a atual tributação do ICMS no e-commerce

Está cansado de emitir suas notas fiscais uma por uma?

Na NFE.io é possível se livrar dessas tarefas repetitivas através de integrações com meios de pagamento, plugins, planilha do excel ou conectando diretamente com a nossa API.

Quer entender como funciona?
Converse com a nossa equipe especializada para livrar a sua empresa da burocracia!
Quero otimizar meu tempo

Nota fiscal emitida em massa via excel?

Na NFE.io você conta com emissão de notas fiscais de serviço em massa via Excel. O que acha?

Emita muitas NFS-e sem burocracia!
Disponibilizamos para você a alternativa de emitir via excel, de forma simples, rápida e eficiente.
Experimente gratuitamente!

Saiba mais: 

o que é ICMS

3 – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

Outro imposto que também incide sobre os produtos comercializados é o COFINS. A alíquota da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social é de 7,6% sobre o faturamento bruto mensal para empresas optantes pelo Lucro Real.

Já aquelas que optarem pelo Lucro Presumidos deverão arcar com a alíquota de 3%.

Saiba mais: O que é COFINS e como calcular o imposto em sua empresa

Veja mais sobre a COFINS:

o que é COFINS

4 – Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

A Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (que, assim como o COFINS é um tributo federal) é retida na fonte.

A alíquota é de 9% sobre o lucro líquido mensal (Lucro Real) e de 1,08% do faturamento bruto trimestral (Lucro Presumido).

Confira também: Você sabe o que é CSLL e como calcular sob os 3 regimes de tributação?

Fique por dentre de mais detalhes sobre a CSLL:

Como calcular imposto sobre produto

4 – PIS ou PASEP

O Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) são impostos federais.

A alíquota sobre o faturamento bruto mensal é de 1,65% (Lucro Real) e  0,65% (Lucro Presumido).

5 – Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)

Por fim, outro tributo sobre comercialização de produto que precisa ser mencionado é o Imposto sobre Produtos Industrializados.

Como o próprio nome já especifica, não são todos os produtos em que esse tributo incide. Apenas aqueles que passaram por algum processo de industrialização.

As alíquotas vão depender do tipo de produto e podem ser consultadas em uma tabela disponibilizada no site da Receita Federal.

DICA: Nota fiscal de produto e serviço: é possível emitir em um único documento? Como fazer?

Como calcular imposto sobre produto industrializado?

Agora que já relembramos quais são os principais tributos que uma empresa que comercializa mercadorias precisa pagar, é hora de descobrir como calcular o imposto sobre venda de produtos.

Antes de falarmos sobre como calcular imposto sobre produto, é importante ressaltar que o cálculo dos valores vai depender das alíquotas aplicada que, por sua vez, dependem do regime tributário adotado pela empresa (Simples, Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido) e do tipo de produto.

Ressalvas feitas, vamos responder a pergunta: como calcular o imposto sobre venda de produtos?

É bem mais simples do que você imagina. O primeiro passo é identificar qual é a base de cálculo. Ou seja, sobre qual valor a alíquota do imposto em questão deverá incidir.

Feito isso, basta pegar a alíquota e multiplicá-la pela base de cálculo para chegar ao valor do imposto.

Suponhamos que você comercialize um produto a R$ 250,00. Esse valor será a base de cálculo. Na nota fiscal consta a incidência de IPI, cuja alíquota é de 7%.

Logo, o valor em reais do IPI é de:

  • 0,07 x 250 = R$ 17,50.

Viu que não tem muito segredo em como calcular imposto sobre produto industrializado?

Mas fique atento, você precisa incluir os demais impostos citados ao emitir a nota. Por isso, esta calculadora de impostos criada pelo Sebrae pode te ajudar: Cálculo do Imposto a ser incluído na Nota Fiscal

Assim como este post de nosso blog: Como calcular imposto de nota fiscal de venda e manter suas obrigações fiscais em dia

Agora que você já sabe como calcular imposto sobre produto, poderá evitar erros capazes de trazer problemas perante o Fisco.

Veja mais: Como fazer uma nota fiscal de devolução de produto? Descubra todos os detalhes neste passo a passo!

Automatize a emissão das notas fiscais e faça cálculos de impostos rapidamente e sem erros

Com um software especializado em emissão e gestão de notas fiscais eletrônicas, essa tarefa fica ainda mais fácil e ágil. Assim, o NFe.io dá a sua equipe mais tempo de sobra para se dedicar a atividades mais importantes, como conquistar e fidelizar clientes.

Veja mais algumas de suas vantagens:

  • Reenvio de notas fiscais automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Possibilidade de emitir notas fiscais de vários CNPJs para diferentes municípios sem sair do sistema;
  • Painel de controle intuitivo com gráficos e métricas;
  • Cálculo automático dos impostos;
  • Os arquivos XML e HTML são gerados e enviados aos clientes por e-mail;
  • Faz consultas automatizadas a CPF e a CNPJ.

Se você quer saber mais detalhes, então marque uma conversa com o pessoal do NFe.io!


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x