Seed money: o que é, como funciona e riscos envolvidos

Tempo de leitura: 6 minutos

Não sabe o que é seed money? Esse é um tipo de investimento feito em startups. O seu objetivo é auxiliar os negócios a crescerem de forma acelerada e sustentável. Assim, tanto os empreendedores quanto os investidores podem ter altos retornos.

Essa é uma explicação breve, pois existem muitos outros detalhes essenciais para entender o que é seed money. Pensando nisso, explicamos tudo o que você precisa saber neste artigo. Confira!

O que é seed money? Como funciona?

O seed money — ou capital semente, em português — é um modelo de investimento destinado a startups em estágio inicial. No entanto, esse é o segundo investimento que os negócios costumam receber, servindo para ajudar na tração e possibilitar um crescimento saudável.

Por isso, há o termo “semente” em sua nomenclatura. O dinheiro que entra funciona como uma rega para que a pequena startup possa crescer e, no futuro, florescer.

Devido ao estágio inicial das empresas, geralmente o capital é utilizado para cobrir despesas essenciais e manter a saúde do capital de giro. Assim, a startup pode continuar crescendo de forma acelerada, característica desse modelo de negócio.

Outro ponto que vale a pena citar é que o capital aplicado costuma ser de 500 mil a 2 milhões de reais. Por ser um valor alto, existem poucos fundos de investimento que aplicam seed money. A quantidade de instituições é pequena e o capital é limitado — pois ele é diluído entre diversas startups para que haja uma redução de riscos. Mas há como conseguir!

Conhece as Métricas para SaaS?

Baixe a planilha gratuita de métricas para SaaS e desbloqueie o potencial de crescimento de sua empresa com gráficos simples

Tenha controle sobre o seu faturamento
Desbloqueie o seu conhecimento financeiro a longo prazo
Preciso dessa planilha

Quais são as vantagens e os riscos?

E quais são as vantagens e os riscos desse modelo de investimento? Há duas perspectivas: a do investidor e a do empreendedor.

Para o investidor, a principal vantagem é a possibilidade de um alto retorno. O dinheiro está sendo aplicado em uma fase inicial de um negócio inovador. Logo, caso ele dê certo, o investidor irá colher bons frutos.

Entretanto, há um grande risco de que as coisas deem errado e todo o dinheiro seja perdido. Diversos problemas capazes de acabar com o negócio podem ser encontrados no futuro.

Já para o empreendedor, a vantagem é muito clara: capital para manter e desenvolver o negócio por um período determinado.

Contudo, dependendo do acordo, há o risco de chegar com as ações muito diluídas em rodadas de investimento futuras. Afinal, a rodada seed geralmente vem depois do investimento-anjo, onde os negócios já cedem parte das suas ações.

Isso é um problema, pois pode tirar o controle majoritário dos fundadores e dificultar o recebimento de investimentos.

Portanto, deve-se avaliar bem o acordo e os objetivos do negócio. Em alguns casos, o ideal pode ser tracionar o produto com calma e recursos próprios para, no futuro, abrir rodadas de investimentos.

Leia também: O que é valuation, por que é importante e como calcular?

Qual é a diferença entre seed money e investidor-anjo?

O investidor-anjo é uma pessoa física que investe parte do seu patrimônio em startups em estágios iniciais. Além do capital, ele também agrega valor ao negócio por meio do smart money, que pode se resume a um apoio intelectual, como mentorias.

Em geral, os investidores-anjo se organizam em grupos e criam fundos de investimento que são diluídos entre várias startups.

A última característica que merece destaque é que esse tipo de investimento é feito logo após a validação do produto — antes do seed money. A ideia é que o capital e o apoio intelectual ajudem o negócio a crescer em um ritmo acelerado.

Sendo assim, pode-se dizer que as principais diferenças entre seed money e investimento-anjo são o momento das startups e o objetivo do capital injetado.

O seed money é aplicado depois do investimento-anjo com o intuito de manter o capital de giro da empresa saudável, possibilitando que o crescimento continue acelerado. Além disso, os valores aplicados são mais altos.

Confira também: O que é burn rate? Para que serve? Como calcular? GUIA

Como conseguir seed money para sua startup?

Para que uma startup receba um investimento seed, primeiramente, o negócio deve estar em um momento condizente com a rodada. Ou seja, a empresa precisa apresentar bons resultados de crescimento e já obter algum faturamento, mesmo que não seja suficiente para manter o seu funcionamento.

Caso a startup cumpra com esses requisitos, é hora de procurar pelos investidores e apresentá-la. Para isso, não há outro caminho senão o networking com pessoas da área e o contato com fundos de investimento seed — há poucos no Brasil, mas eles existem.

Além disso, algo que pode ser de grande ajuda são os programas de aceleração. Eles conectam startups com diversos investidores, facilitando a obtenção de capital.

Mas não adianta apenas ter bons resultados e encontrar investidores! Também é necessário apresentar de maneira adequada o negócio, evidenciando o diferencial da proposta de valor. Somente com um discurso alinhado e argumentos consistentes é possível atrair a atenção de fundos e investidores.

Quer saber mais sobre investidor-anjo? Leia este artigo: O que é investidor-anjo? Como funciona? Como se tornar um?

E caso você queira saber mais sobre o funcionamento das rodadas de investimento, assista ao vídeo a seguir:

Como participar de uma rodada de investimentos seed?

E para fazer investimentos seed, qual é o processo? O ideal é participar ou criar um fundo de investimentos com esse objetivo. O capital e os riscos são muito altos para que se faça o investimento sozinho.

Então, o caminho é procurar algum fundo para fazer parte dele ou criar um próprio com outras pessoas que têm interesse em fazer esse tipo de aplicação.

Importante destacar que também é fundamental ter um conhecimento aprofundado em startups e ter experiência com investimentos-anjo. A experiência e o conhecimento são os principais fatores para que as decisões sejam tomadas com assertividade.

Como aprender mais sobre startups?

Neste artigo, você aprendeu o que é seed money e outras características sobre esse modelo de investimento para startups. No entanto, o ecossistema dessas empresas possuem diversos outros conceitos importantes.

Em outras palavras, é preciso estudar sobre vários outros assuntos para entender de maneira adequada o “mundo” das startups. Para sua vantagem, você já está no lugar perfeito para aprender o que precisa.

Aqui, em nosso blog, é possível encontrar diversos conteúdos de qualidade sobre startups, SaaS, gestão empresarial, marketing e muito mais! Inclusive, selecionamos alguns artigos que podem ser de seu interesse:


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x