Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Indicadores de capital de giro: a análise que te permitirá manter uma empresa sempre saudável

Saiba o que são indicadores de capital de giro, como calcular, quais os principais e as vantagens de fazer a análise. CCL, NCG, ST e mais.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

O capital de giro nada mais é do que o montante de recursos financeiros necessários para que uma empresa continue ativa. Em outras palavras, é o valor que deve cobrir seus gastos fixos e variáveis, e ainda, manter suas operações sem precisar contar com os recebíveis.

Mas você deve estar se perguntando quais são os indicadores de capital de giro de uma empresa, e como a análise desses indicadores te permitirá avaliar melhor a situação econômica e financeira do seu negócio. Nós iremos te ajudar!

Continue lendo esse artigo para esclarecer todas as suas dúvidas sobre indicadores capital de giro: o que são, como calcular e quais são os mais importantes para que o seu negócio tenha uma vida financeira saudável.

O que é capital de giro

Antes de saber mais sobre os indicadores de capital de giro, e como eles podem te auxiliar no planejamento e na administração do seu negócio, é importante saber o que é capital de giro e como calculá-lo.

O capital de giro é o ativo circulante de uma empresa, necessário para sustentá-la de modo que os custos fixos e variáveis estejam cobertos. Ou seja, é a diferença entre os recursos disponíveis em caixa, e a soma das despesas e contas a pagar.

O capital de giro é o dinheiro que mantém uma empresa, enquanto os valores recebíveis de vendas a prazo ainda não entraram em caixa. Portanto, é de extrema importância manter uma quantia certa já que sem esse valor não seria possível financiar as operações e dar continuidade nos negócios.

  • Assista o vídeo abaixo do canal Instituto Montanari no YouTube sobre o que é capital de giro, e como calcular o capital de giro líquido.

Mas, afinal, o que são os indicadores de capital de giro, e para que servem?

Indicadores de capital de giro: o que são

Depois de aprender sobre a necessidade de ter um capital de giro considerável que supra as necessidades do seu negócio, vamos descobrir quais e o que são os indicadores de capital de giro.

Os indicadores de capital de giro são portanto, responsáveis por apontar a saúde financeira de uma empresa, e claro, do capital de giro.

Por isso, uma análise dos indicadores de capital de giro possibilita um conhecimento mais aprofundado da situação econômica e financeira de uma empresa.

Os 4 principais indicadores de capital de giro e o que eles apontam

Abaixo listamos os 4 principais indicadores de capital de giro:

1. Capital Circulante Líquido (CCL)

O capital circulante líquido é a diferença entre o ativo e o passivo circulante de uma empresa.

É usado para medir a liquidez, e para determinar a capacidade de um possível pagamento de dívidas de curto prazo, ou de um gerenciamento de estoque independente de empréstimos.

Para calcular o capital circulante líquido de uma empresa, você pode utilizar a fórmula simples que é simplesmente Ativo Circulante – Passivo Circulante = Capital circulante líquido, ou a detalhada que está abaixo:

+ Caixa e equivalentes de caixa

+ Investimentos negociáveis

+ Contas a receber de clientes

+ Inventário

– Contas a pagar

= Capital circulante líquido

Quando os valores estiverem calculados, devem ser analisados de forma que sejam identificados como substancialmente positivos ou negativos.

Portanto, quando positivo indica que são suficientes para pagar os passivos atuais, à medida que as parcelas vão vencendo. Já se o valor for negativo, a empresa pode não ter fundos suficientes disponíveis para pagar suas obrigações correntes e pode estar em risco de falência.

2. Necessidade de Capital de Giro (NCG)

Quanto tempo a sua empresa precisa para fechar um ciclo, como comprar do fornecedor, manter o estoque e vender para o cliente?

A necessidade de capital de giro é a função do ciclo de caixa da empresa, ou seja, serve para determinar por quanto tempo o seu ciclo de caixa está coberto com o capital de giro que você possui.

Por exemplo, quando o ciclo de caixa é longo, a necessidade de capital de giro é maior, portanto, um ciclo de caixa reduzido significa receber mais cedo e pagar mais tarde, logo, deve ser uma meta da administração financeira.

A fórmula para o cálculo da necessidade de capital de giro é muito simples:

NCG = Ativo Circulante Operacional – Passivo Circulante Operacional

3. Saldo de Tesouraria (ST)

O saldo de tesouraria representa a diferença entre o Ativo Circulante Financeiro (ou Ativo Errático) e o Passivo Circulante Financeiro (ou Passivo Errático). E, portanto, o termômetro dos riscos que resultam do descompasso entre esses ativos e passivos.

Um saldo de tesouraria positivo significa que a empresa possui dinheiro suficiente para cobrir suas obrigações financeiras de curto prazo sem precisar reduzir os recursos alocados no ciclo operacional.

Para calcular este indicador de capital de giro é simples:

ST = Ativo Circulante Financeiro – Passivo Circulante Financeiro

4. Indicador de Liquidez (ILNCG)

O indicador de liquidez é um índice financeiro sobre como todos os seus ativos e passivos atuais se relacionam uns com os outro, ou seja, serve para averiguar o crédito de sua empresa, ou sua capacidade monetária para cumprir com suas obrigações do passivo.

Para calcular o indicador de liquidez da sua empresa, e preciso usar dois dos indicadores de capital de giro já apresentados acima: salda em tesouraria e necessidade de capital de giro.

ILNCG = Saldo em Tesouraria / I NCG I

Vantagens de praticar uma análise dos indicadores de capital de giro

Através da prática regular da análise dos indicadores de capital de giro, uma empresa tem algumas vantagens, como:

  • Oferecer as melhores condições de vendas a prazo para os clientes
  • Aumentar a competitividade
  • Saber quando investir em novas mercadorias (ou até em uma expansão)
  • Gerenciar os recebíveis evitando que isso prejudique o negócio
  • Manter o pagamento das contas de curto prazo em dia mantendo o caixa positivo
  • Gerenciar melhor o lucro facilitando os investimentos e melhorias da empresa
  • Leia também o post sobre as 4 métricas para acompanhar o desempenho do seu negócio.

Não deixe de conhecer as 8 dicas para aumentar o seu capital de giro!

Este post foi escrito pela equipe da Gyra+, uma empresa que realiza financiamentos online para empreendedores digitais em busca de capital de giro. Faça uma avaliação no nosso simulador de empréstimo empresarial e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.