NFe.io Blog
NFe.io Blog

Gestão de assinaturas: como gerenciar seus recebimentos recorrentes

Conheça 4 maneiras práticas de como fazer uma gestão de assinaturas eficiente e garantir melhores resultados para o seu negócio e comodidade para seus clientes. Ferramentas de CRM, cobranças automáticas, processos menos burocráticos, uso de softwares gerenciais especializados e outras dicas

Gabriel MarquezGabriel Marquez

O modelo de negócios de assinatura virou tendência recentemente.

Ele funciona da seguinte forma: uma empresa oferece um produto ou serviço que, para o cliente ter acesso contínuo, é preciso efetuar pagamento periódicos (mensal, trimestral, semestral, anual, etc).

Apesar de não ser exatamente uma novidade – pois as empresas de TV a cabo, por exemplo, já fazem isso a muito mais tempo, assim como academias e revistas – o modelo de assinaturas têm se tornado aquilo que chamamos de mainstream.

Empresas de diferentes áreas estão se adaptando a essa tendência, também chamada de “pagamentos recorrentes”.

O principal motivo para isso talvez esteja no fato de que as assinaturas possibilitam construir uma relação mais sólida e duradoura com os clientes, o que impacta diretamente na geração de receita e de lucratividade.

Porém, se esse modelo de negócio for mal gerenciado, a empresa pode sofrer grandes prejuízos.

Por isso, separamos aqui 4 dicas de como fazer uma gestão de assinaturas eficiente e garantir bons resultados e recebimentos recorrentes pelo maior tempo possível.

Veja também: Você sabe como criar um clube de assinaturas?

4 dicas para gestão de assinaturas

1- Cobrança automática

A utilização de cobrança automática é fator determinante para uma gestão de assinaturas eficiente.

Por meio de um sistema, é possível gerenciar automaticamente o método de pagamento de cada cliente

Quando há atrasos, o sistema pode enviar uma notificação por e-mail ou SMS para lembrar o usuário, excluindo a necessidade de fazer aquelas ligações ou e-mails de cobrança constrangedores.

No caso de pagamento por boleto, uma régua de cobrança pode ser muito útil para evitar inadimplência.

Por exemplo: envie uma notificação uma semana antes do vencimento, outra na data de vencimento e mais uma após o vencimento (caso ele ainda não tenha efetuado o pagamento, é claro).

A cobrança automatizada evita erros e imprevistos nos processos de ativação, bloqueio ou cancelamento de assinaturas.

2- Customer Relationship Management – CRM

CRM é uma ferramenta para conhecer melhor o público a quem o produto ou serviço é destinado.

Por meio de um software, é possível reunir informações sobre o comportamento dos clientes e a relação deles com a marca.

O CRM permite segmentar o público.

Se o seu negócio oferece diferentes planos de assinatura, por exemplo, você pode fazer a segmentação dos assinantes entre aqueles que possuem o plano mais barato e aqueles com o plano mais caro.

A partir disso, fica mais fácil oferecer soluções adequadas e deixar o cliente mais satisfeito.

Além disso, o bom uso do CRM possibilita criar maior proximidade com o público e aumentar as chances de fidelização, diminuindo o cancelamento de assinaturas, o chamado churn (perda de clientes)

2 – Processos menos burocráticos

Quando uma pessoa vai adquirir algum produto ou serviço, tudo o que ela menos quer é perder tempo com burocracia.

Por isso, que tal simplificar esse processo?

Quanto menos burocrática for a transação, melhor será para o cliente e para marca.

Quando a empresa economiza tempo para efetivar cada contrato, ela consegue se dedicar mais a realizar novas vendas.

Com apenas alguns documentos básicos já é possível efetuar uma negociação com segurança.

E mesmo se tratando de assinaturas, seu gerenciamento pode ser feito de forma simples, deixando seu cliente mais à vontade e disposto a permanecer com sua empresa por um longo tempo.

4 – Softwares gerenciais

A utilização de softwares de gestão é uma ótima opção para otimizar processos, assegurando celeridade e reduzindo custos operacionais.

Há vários softwares disponíveis no mercado e que podem auxiliar a sua empresa a gerenciar pagamentos recorrentes.

Com eles, é possível acompanhar recebimentos e diminuir a inadimplência.

Veja abaixo alguns exemplos:

Um bom software para gestão de assinaturas possibilita, por exemplo, gerar relatórios completos sobre as transações e ter maior controle financeiro.

Além disso, você consegue garantir mais segurança a todo o processo e oferece um serviço ou produto de qualidade para os seus assinantes.

Logística: clube de assinaturas

Se a sua empresa trabalha com assinatura de produtos físicos, é preciso garantir que a logística de entrega seja eficiente.

Para isso, procure utilizar softwares que facilitem o controle de entrada e de saída de mercadorias.

Assim, seus produtos chegarão dentro do prazo combinado.

Empresas que fazem uma gestão de assinaturas eficiente apresentam vantagem competitiva.

Isso porque não adianta oferecer um produto de qualidade se os processos forem falhos e burocráticos.

Com essas 4 dicas que listamos aqui, o seu negócio alcançará melhores resultados e rendimentos mais satisfatórios.

Gerenciador de notas fiscais

Outra forma de controlar mais facilmente suas assinaturas é cim um software de emissão de notas fiscais como o NFe.io.

Além da emissão e cálculo automático dos impostos, ele conta com um painel de controle de todos os seus faturamentos mensais, tem um serviços de consultas a dados cadastrais de empresas e dá desconto no certificado digital.

Veja mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comentários 0
Não há nenhum comentário