7 melhores técnicas e dicas para gestão financeira empresarial

Tempo de leitura: 7 minutos

Empresa saudável e de sucesso é aquela que gera lucros. Confira algumas das melhores dicas para gestão financeira que vão ajudar você a assumir o controle do dinheiro de seu negócio.

Você sabe por que as empresas quebram? Um dos principais motivos é a má gestão financeira por conta da falta de controle e planejamento das contas.

De acordo com o IBGE, quase 50% das empresas brasileiras fecham em até 3 anos, e a principal razão é a falta de uma gestão eficiente. Em 10 anos, esse número sobe para quase 80%: das empresas fundadas em 2009, apenas 22,9% mantiveram suas portas abertas até 2019.

Não importa quantos anos de atuação o seu empreendimento tem, entender e colocar em prática as técnicas de gestão financeira é o caminho que todo gestor precisa seguir para manter sua empresa firme no mercado.

Continue a leitura para entender como funciona a gestão financeira e conferir dicas para implementar em seu negócio!

Como funciona a gestão financeira?

A gestão financeira funciona como um processo que tem como objetivo planejar e controlar todos os recursos de uma empresa. Em outras palavras, abrange todos os aspectos que envolvem o dinheiro da organização, como patrimônio, investimentos, pagamentos, receitas e as mais variadas despesas.

É essencial contar com um setor da gestão financeira organizado, uma vez que qualquer que envolve as tomadas de decisões que dependem do orçamento empresarial.

Independentemente de quais técnicas de gestão financeira são usadas, ela deve ser capaz de evitar desperdícios, aumentar a produtividade e o faturamento.

Confira nossas 7 principais dicas de gestão financeira para melhorar o desempenho de sua empresa!

10 dicas para gestão financeira do seu negócio

1. Planeje todos os custos e receitas

O objetivo de qualquer negócio é crescer e ter sucesso. Por isso, não importa o tipo de gestão (seja de marketing, vendas, atendimento ou financeira), o planejamento é o alicerce de qualquer meta e objetivo.

Por exemplo, parte do seu planejamento deve conter metas de receita que sejam superiores aos gastos.

Imagine que sua empresa pretenda lançar um novo produto no mercado. Logo, é indispensável projetar cenários para tentar prever o melhor cenário possível e também o pior, a fim de conseguir alinhar as estratégias e corrigir eventuais problemas.

Dentro do seu planejamento, considere também:

  • despesas e receitas anteriores;
  • receita gerada pela atual lista de clientes;
  • custos operacionais da empresa;
  • análise de custos e receitas;
  • investimentos para melhorias no negócio;
  • análise de riscos financeiros;
  • previsão de lucro.

Saiba mais: como fazer um planejamento financeiro de uma empresa?

2. Separe a gestão financeira empresarial da pessoal

Misturar todas as receitas e despesas pessoais com as da sua empresa é um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer. O caixa da empresa não pode ser o bolso do empreendedor ou vice-versa.

No ponto de vista empresarial, pode até parecer atrativo em momentos de dificuldades para o negócio, mas as consequências dessa atitude trazem situações mais complicadas no futuro.

É preciso saber controlar o caixa, separar as contas, cartões e extratos pessoais e da sua empresa. Os objetivos da gestão financeira do seu negócio não devem se misturar com os da sua vida pessoal.

Aliás, em último caso, é mais recomendado buscar os benefícios e serviços que o seu banco oferece para pessoa jurídica do que usar o seu dinheiro pessoal. Tome cuidado e recorra ao crédito só depois que esgotarem suas opções, pois toda dívida fragiliza.

Como prevenir é melhor do que remediar, lembre-se de incluir uma reserva para emergências no seu planejamento financeiro!

3. Acompanhe o fluxo de caixa

Uma dica para gestão financeira que parece óbvia, fácil e prática é acompanhar o dia a dia do fluxo de caixa. No entanto, é preciso ter muita atenção e cuidado, pois a falta de controle do fluxo de caixa é um problema grave e um dos principais motivos para pequenas quebrarem.

O “segredo” é cuidar do fluxo de caixa de perto desde o começo e torná-lo em uma rotina. Entenda para onde o dinheiro vai, como ele chega, quando volta, etc. Um bom programa de fluxo de caixa pode facilitar o processo.

4. Saiba a precificar seus produtos e serviços

O preço certo para seus produtos e serviços devem cobrir todos os custos e despesas do seu negócio, gerar lucro e se manter em uma faixa que seu cliente esteja disposto a pagar.

Custos com funcionários, estrutura da empresa, impostos e até mesmo excedentes para reinvestir no negócio precisam entrar na conta final. Cogite todas as variáveis e fatores possíveis para chegar a uma precificação justa e que não dê prejuízo, acima de tudo.

Outra questão importante para precificar produtos e serviços com precisão é olhar para o mercado. Não faz sentido colocar valores muito abaixo ou muito acima do que se pratica. Lembre-se, é claro, de levar o público-alvo em consideração.

Leia mais: descubra como calcular a precificação de produtos e cobrar preços mais justos e competitivos

5. Fique de olho na gestão fiscal

Parte da gestão financeira deve trabalhar junto à gestão fiscal. Ou seja, são os procedimentos administrativos que devem cumprir as obrigações tributárias da empresa.

Afinal, na gestão fiscal também estamos falando de dinheiro, como a apuração e pagamento de tributos devidos (impostos, taxas, contribuições etc.).

Nesses casos, muito se fala na “gestão financeira fiscal” para evitar problemas com o fisco, mas sobretudo para tentar reduzir a carga tributária da empresa, conforme a lei.

A dica para gestão financeira fiscal nesse caso é adotar um software que faz o cálculo dos impostos e a emissão de suas notas fiscais automaticamente.

Está cansado de emitir suas notas fiscais uma por uma?

Na NFE.io é possível se livrar dessas tarefas repetitivas através de integrações com meios de pagamento, plugins, planilha do excel ou conectando diretamente com a nossa API.

Quer entender como funciona?
Converse com a nossa equipe especializada para livrar a sua empresa da burocracia!
Quero otimizar meu tempo

6. Defina e acompanhe os indicadores financeiros

Como melhorar o desempenho financeiro de uma empresa? Uma das melhores soluções é definir e acompanhar rigorosamente os indicadores financeiros.

A gestão de indicadores financeiros, como receitas e margens brutas, margens líquidas, EBITDA, custos fixos e variáveis são importantes para manter a saúde financeira do seu negócio.

O ponto de equilíbrio, por exemplo, é um indicador que se refere à receita mínima que a empresa precisa para cobrir todos os custos e despesas. As metas de venda, por exemplo, podem ser baseadas neste indicador.

Outros indicadores de gestão financeira para acompanhar são:

  • Retorno sobre os Ativos (ROA);
  • Retorno sobre o Investimento (ROI);
  • Prazo Médio de Cobrança (PMC);
  • Prazo Médio de Pagamento (PMP).

7. Busque por inovações financeiras

Como inovar na área financeira? A inovação no setor financeiro de qualquer empresa pode ser compreendida pela adoção de novas técnicas de gestão financeira, como o uso da tecnologia.

Muitas fintechs, por exemplo, já atuam no nicho de gestão financeira junto à administrativa, oferecendo diversas ferramentas que são simples de usar e trazem diversos benefícios para tornar os processos mais ágeis e modernos.

Os sistemas de gestão integrados (ERPs) permitem integrar dados, informações e processos de diferentes áreas em um único lugar, centralizando as vendas, compras, estoque, contas a pagar e a própria gestão financeira.

Não deixe de conferir: 12 melhores ferramentas de gestão financeira empresarial

Gostou dessas dicas para gestão financeira do seu negócio? Como mencionamos nos tópicos de como melhorar o desempenho financeiro de uma empresa, a gestão fiscal é uma das grandes preocupações para se ter em mente.

Junto à inovação da área financeira, podemos concluir que uma ferramenta para a gestão de notas fiscais é uma solução bem-vinda em qualquer organização com alto volume de vendas!

Por isso, a NFE.io oferece um sistema para empresas que buscam abandonar a burocracia, se manter dentro da lei para evitar multas e também querem uma comunicação mais ágil com as prefeituras.

Quer saber mais sobre a gestão automatizada de notas fiscais? Nossa equipe de especialistas está disponível para entender melhor o seu negócio e como nosso sistema pode te ajudar.

Clique aqui para preencher o formulário que entramos em contato com você!


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x