Descubra como calcular a precificação de produtos e cobrar preços mais justos e competitivos

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe qual é o processo correto de precificação de produtos?

Como definir o preço de venda de um produto é considerado um dos maiores desafios enfrentados por empreendedores, principalmente entre aqueles com menos experiência.

Está cansado de emitir suas notas fiscais uma por uma?

Na NFE.io é possível se livrar dessas tarefas repetitivas através de integrações com meios de pagamento, plugins, planilha do excel ou conectando diretamente com a nossa API.

Quer entender como funciona?
Converse com a nossa equipe especializada para livrar a sua empresa da burocracia!
Quero otimizar meu tempo

Atentar-se a esse importante aspecto de negócio é fundamental para que se consiga obter um bom retorno financeiro e ao mesmo tempo ser justo com os consumidores e competitivo perante a concorrência.

Se você está enfrentando dificuldades em precificar suas soluções, fica tranquilo que vamos te ajudar.

Nas próximas linhas deste conteúdo, você vai entender o que é e como calcular a precificação de produtos e, assim, fazer uma boa gestão dos custos e a formação de preços em seu negócio.

Continue a leitura e saiba os pontos a serem considerados antes de definir o valor a ser cobrado de seus clientes:

  1. Levante todas as suas despesas e custos de produção;
  2. Estabeleça uma margem de lucro;
  3. Avalie a realidade do seu mercado de atuação;
  4. Entenda qual a percepção de valor que os seus clientes têm sobre seus produtos.

Veja também: Como calcular o valor de um produto na nota fiscal baseado no IPI e no frete? Aprenda cada etapa!

O que é precificar produto?

Indo direto ao ponto, podemos definir o que é precificar produto como o ato de colocar um preço nas mercadorias que serão vendidas.

Trata-se da definição do valor em dinheiro que os consumidores deverão desembolsar para adquirir o produto que a sua empresa está vendendo.

A precificação possui um caráter estratégico para os negócios. É ela que vai determinar o potencial de lucro da empresa e a percepção de valor que o público terá do seu modelo de negócio.

O preço cobrada por seus produtos deve ser capaz de cobrir os seus custos necessários para disponibilizá-los aos clientes e ainda gerar um percentual de lucro sobre a venda.

Como calcular a precificação de produtos: aspectos a considerar

Para saber como calcular a precificação de produtos, é importante considerar alguns fatores fundamentais, tendo em vista que esse processo não deve ser feito de forma arbitrária.

Confira a seguir que aspectos levar em consideração para calcular o preço das suas mercadorias.

Precisa validar muitas notas fiscais?

Consulte em massa todas as notas fiscais de produto emitidas no Brasil!

Para auditorias, transportes e CT-es
Plugue no seu sistema ou aplicativo e tenha todas as notas em mãos
Teste agora

1 – Levante todas as suas despesas e custos de produção

Para definir o preço dos seus produtos, é extremamente importante que você coloque na ponta do lápis todas as despesas fixas e variáveis do seu negócio e os custos que envolvem a aquisição da mercadoria que você comercializa.

Considerar esse aspecto é determinante para que você não saia no prejuízo.

Lembre-se que os impostos também interferem em seus custos, veja alguns deles, no caso de uma nota fiscal de serviços:

Para que serve a Nota Fiscal

2 – Estabeleça uma margem de lucro

A margem de lucro se refere ao valor percentual que você espera ter de retorno a partir da venda do produto em questão. Isso significa que, além de cobrir os custos, a precificação deve considerar também o lucro desejado.

3 – Avalie a realidade do seu mercado de atuação

Não há como calcular a precificação de produtos sem fazer uma avaliação do mercado em que a sua empresa atua. Acompanhe o preço praticado pelos seus concorrentes e investigue o quanto seu público-alvo está disposto a pagar por suas soluções.

4 – Entenda qual a percepção de valor que os seus clientes têm sobre seus produtos

A definição do preço praticado também passa pela percepção de valor que o seus clientes têm sobre as soluções que a sua empresa oferece.

Procure entender os pontos que eles mais valorizam (exclusividade, diferenciação, qualidade técnica, status etc).

Fórmula: como definir o preço de venda de um produto

Agora que você já sabe o que é precificar produto e os aspectos-chave a serem considerados, é hora de descobrir qual é o processo correto de precificação de produtos e que fórmula utilizar.

Primeiro é preciso encontrar o percentual de Custo Fixo (%CF):

  • %CF = (média mensal do custo fixo x 100) / média mensal de vendas

Suponhamos que os seus custos fixos mensais somam, em média, R$ 1.600. Já a média mensal das vendas do seu produto somam R$ 6.000, totalizando 50 unidades também em média.

Aplicando a fórmula acima, temos:

  • %CF = (1.600 x 100) / 6.000 = 26,6%

Isso significa que os seus custos fixos tem impacto de 26,6% sobre o seu faturamento. Guarde esse resultado.

Depois de calcular o %CF, você precisa calcular a Taxa de Marcação (TM). Para isso, aplica a fórmula:

  • TM = (1 – %CF + CVV + %Lucro) / 100

Em que:

  • TM: Taxa de Marcação
  • %CF: percentual de Custos Fixos
  • CVV: Custos Variáveis de Venda
  • %Lucro: percentual de lucro desejado

Considerando que o seu CVV é de R$ 900 e que você quer ter uma margem de lucro de 20% sobre as vendas do seu produto, temos:

  • TM = (1 – 26,6% + 900 + 20%) / 100 = 9%

Finalmente é hora de saber qual deverá ser o seu Preço de Venda à Vista (PVV). Para isso, temos a fórmula:

  • PVV = CMV / TM

CMV é o Custo da Mercadoria Vendida. Trata-se do preço que você pagou para disponibilizar o produto para a venda. A título de exemplo, vamos dizer que o CMV do seu produto foi de R$ 350.

Logo:

  • PVV = 350 / 9% = R$ 3.888,88

Tendo em vista que a média de unidades vendidas mensalmente é de 50, cada uma então deverá custar R$ 77,77 para que você tenha o lucro desejado.

Bom, deu para entender como calcular a precificação de produtos?

Siga as nossas recomendações e estabeleça preços justos e competitivos para as suas mercadorias.

Saiba mais: Gestão de custos operacionais: 9 dicas para reduzir despesas e potencializar seus lucros

Quer mais dicas de como formar o preço de venda de produtos e serviços? Então, dê uma olhada:

Com um gerenciador de notas fiscais como o NFE.io você terá mais controle sobre o valor cobrado por seus produtos e serviços e, além disso, calculará os impostos automaticamente.

Veja mais vantagens:

  • Painel de controle intuitivo;
  • Os arquivos XML e HTML são gerados e enviados aos clientes por e-mail;
  • Reenvio de notas automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Você pode emitir notas fiscais de vários CNPJs para diferentes municípios sem sair do sistema;
  • Faz consultas automatizadas a CPF e a CNPJ
  • Guarda suas notas em local seguro na nuvem automaticamente;
  • Dá desconto no certificado digital.

Veja mais aqui: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFE.io


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x