Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Custo para implantar nota fiscal eletrônica e garantir o recolhimento correto de tributos

Descubra qual o custo para implantar nota fiscal eletrônica, registrar todas as transações e garantir o recolhimento correto de tributos.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Desde 2018, toda empresa é obrigada a emitir notas fiscais eletrônicas. A substituição pela versão em papel é uma forma de garantir maior praticidade e eficiência à gestão de NFs e facilitar a fiscalização, além de beneficiar o meio ambiente.

Dentre os principais benefícios das notas fiscais eletrônicas, vale a pena destacar a redução de custos, a otimização do tempo, a diminuição de falhas no preenchimento e a maior segurança nas informações prestadas e no armazenamento desses documentos.

Mas qual é o custo para implantar nota fiscal eletrônica? Quanto (e com o quê) é preciso desembolsar para conseguir emitir NFe?

Continue a leitura para saber quanto vai te custar aderir a versão eletrônica das notas fiscais para validar suas transações comerciais, garantir o recolhimento correto de tributos e cumprir todas as suas obrigações fiscais.

Leia também: Por que sua empresa deve emitir nota fiscal automaticamente? Conheça como funciona esse processo e suas vantagens

Qual é o custo para implantar nota fiscal eletrônica?

O custo para implantar nota fiscal eletrônica se refere basicamente a 3 etapas.

1. Faça o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica

Para começar a emitir notas fiscais eletrônicas, é preciso ter um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) ativo. Se você é um profissional autônomo ou freelancer, por exemplo, e deseja começar a emitir NFe, é imprescindível que você se formalize e obtenha seu CNPJ.

O processo de abertura de empresa possui custos que podem chegar, em média, a R$ 1.600,00. Isso vai depender do seu modelo de negócio (prestação de serviços, comercialização de bens e produtos, transporte de mercadorias etc.) e do formato societário (EIRELI, EI, LTDA).

Além dos impostos municipais, estaduais e federais, há também algumas taxas de abertura de CNPJ que se referem ao registro do nome da empresa. Outros custos que você poderá ter são referentes às várias cópias e autenticações de documentos em cartório, como CPF, RG, Título de Eleitor, etc.

Confira em nosso blog: Lucro Real ou Presumido: qual regime escolher para sua empresa?

2. Emita um Certificado Digital

Outro custo para implantar nota fiscal eletrônica na sua empresa será com a emissão de um Certificado Digital.

De validade jurídica, o Certificado Digital funciona como um documento de identidade. É ele que garante que a NF está sendo emitida, de fato, por sua empresa.

Esse documento eletrônico assegura a autenticidade e a integridade de todas as informações que são trocadas em ambiente virtual. Por isso, ele é obrigatório para a emissão de notas fiscais eletrônicas.

Para fins de NFe, há dois tipos mais comuns de Certificado Digital que você pode adquirir: o A1 e o A3.

Os certificados de tipo A1 possuem criptografia simples (porém eficaz) e são instalados no seu computador. A validade desse certificado é de 1 ano.

Já os certificados do tipo A3 apresentam criptografia mais complexa, Além disso, esse tipo de certificado digital não requer instalação exclusiva no seu computador.

É difícil dizer o preço exato que você pagará pelo certificado digital.

Isso porque existe o serviços da Autoridade Certificadora, responsável pela tecnologia por trás do certificado digital, e existem as Autoridades de Registro, onde você vai se cadastrar, fazer a coleta de dados e retirar seu certificado.

Assim pode haver uma pequena variação de preços que também são afetados de estado para estado.

No entanto, a tabela abaixo pode ser usada com uma boa referências:

Você pode armazenar o arquivo em dispositivos móveis ou até mesmo na nuvem, podendo utilizá-lo em diferentes máquinas. A validade do certificado de tipo A3 é de 3 anos.

Para adquirir o seu Certificado Digital, é necessário fazer o seu pedido em uma Autoridade Certificadora devidamente credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP).

Confira abaixo quais passos você deverá seguir para adquirir seu Certificado Digital e assegurar a autenticidade e segurança das suas notas fiscais eletrônicas:

Como solicitar certificado digital

Saiba mais: Certificado digital vale a pena? Custos e vantagens ajudam nessa decisão

3. Escolha a plataforma emissora de NFe

Por fim, o último custo para implantar nota fiscal eletrônica que você vai ter se refere à escolha de um bom sistema de gestão e emissão de NFe.

Adquirir um software especializado em notas fiscais não é uma obrigação. Isso porque as próprias Secretarias de Fazenda fornecem uma plataforma para que os empresários possam emitir e baixar suas NFs.

No entanto, o recursos dessas plataformas são bastante limitados. Por isso, vale a pena investir na contratação de um sistema que vai te ajudar a lidar com suas notas fiscais.

Com esse tipo de software pago, você consegue automatizar uma série de tarefas repetitivas e se dedicar a outras mais importantes.

Essa plataforma organiza seus documentos e envia as notas fiscais automaticamente para os clientes, além de te auxiliar nas declarações e obrigações acessórias.

Ao investir em uma solução tecnológica especializada, evita-se erros na hora de preencher as notas fiscais, algo que pode causar grandes problemas perante a fiscalização. Quanto à segurança desses documentos, fique tranquilo: todas as notas fiscais ficam armazenadas na nuvem e podem ser acessadas de qualquer lugar com conexão à internet.

Esses foram os custos que você vai ter para implantar nota fiscal eletrônica na sua empresa. Lembre-se de que manter-se em dia com suas obrigações fiscais é fundamental para a sustentabilidade do seu negócio.

Conheça o gerenciador de notas fiscais NFe.io

O NFe.io tem uma série de funcionalidades que o fazem se destacar entre os emissores de notas ficais, confira:

  • Painel de controle intuitivo;
  • Cálculo automático dos impostos;
  • Os arquivos XML e HTML são gerados e enviados aos clientes por e-mail;
  • Reenvio de notas automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Você pode emitir notas fiscais de vários CNPJs para diferentes municípios sem sair do sistema;
  • Faz consultas automatizadas a CPF e a CNPJ; 
  • Guarda suas notas em local seguro na nuvem automaticamente;
  • Dá desconto no certificado digital;
  • Gráficos e estatísticas disponíveis em um dashboard, com a evolução mensal de seu negócio e motivo de recusa de notas;
  • Você pode usar mais de uma empresa em sua conta, o que permite até usar o modo de revenda;
  • Certificado Digital: a NFe.io é compatível com o certificado digital e-CNPJ A1 – veja também o cupom de desconto para comprar o seu!
  • Fácil de integrar via API com outros sistemas, como seu financeiro, por exemplo.

Gostou? Então marque uma conversa agora mesmo!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.