Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

SEO para e-commerce: o que é preciso fazer para conseguir um bom ranqueamento?

Definir as palavras-chave, otimizar títulos, usar link building. Veja 7 dicas de como fazer SEO para e-commerce e ganhar posições no Google

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Como fazer SEO para e-commerce?

A sigla que significa Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca, consiste em um conjunto de técnicas que visam otimizar a sua loja virtual para que ela se posicione melhor nos sites de pesquisa.

E quando se fala em site de pesquisa, o primeiro nome que vem à mente é o do gigante Google. Mas o que é preciso fazer para ranquear bem nessa plataforma e, com isso, conseguir mais visibilidade e aumentar as vendas?

Continue a leitura e descubra!

7 dicas de como fazer um SEO para e-commerce de resultado

Das várias estratégias utilizadas no SEO para e-commerce, muitas são iguais às aplicadas em sites e blogs de outros segmentos.

No caso do comércio eletrônico, a maior diferença é o objetivo da otimização, que tem como foco atrair e direcionar o público para uma compra

O vídeo do canal Ecommerce na Prática fala mais sobre a importância do SEO para o comércio eletrônico e dá outras dicas bem interessantes sobre a estratégia.

Além de gerar mais visitas orgânicas, diminuindo o custo por lead, as técnicas de SEO permitem conquistar tráfego mais qualificado e a aumentar a credibilidade da marca no mercado. 

Veja abaixo o que é preciso fazer para conseguir todas essas vantagens.

1. Defina suas palavras-chave

Quando um consumidor quer comprar algo pela internet, dificilmente vai direto a um site específico. O mais comum é digitar no campo de pesquisa do Google o que está procurando e escolher uma das páginas sugeridas.

Para essa palavra, que também pode ser uma frase, damos o nome de “palavra-chave”. É por ela que os motores de busca da plataforma posicionam (ranqueiam) o seu site, ajudando para que seja encontrado.

Na estratégia de SEO para e-commerce, a palavra-chave deve relevante ao público e também estar relacionada com os produtos oferecidos na sua página.

Para conseguir isso, o primeiro passo é fazer uma pesquisa e considerar as palavras que têm mais volume de busca mensal. No entanto, é preciso lembrar que quanto maior for esse número, mais difícil é conseguir um bom posicionamento.

Por isso, a ideia é utilizar tanto as head tail que, apesar de serem consideradas palavras-chave mais gerais, ajudam a atrair visitantes; e as long tail, ou cauda longa, que são mais específicas e contribuem para converter mais.

2. Desenvolva bons conteúdos

Mas de nada adianta encontrar as melhores palavras-chave se elas não forem utilizadas da maneira certa. Ou seja, o segredo aqui é aplicá-las corretamente nos conteúdos que irão compor as páginas do seu site.

Para isso, é fundamental treinar a equipe responsável pelo cadastro dos produtos, orientando quanto a necessidade de produzirem textos completos, que tragam informações relevantes, respondam às dúvidas dos consumidores, mas que destaquem as palavras-chave.

Essa técnica de SEO para e-commerce ajuda a manter o leitor por mais tempo no site e até a conseguir compartilhamentos espontâneos, o que também é excelente para trazer mais credibilidade e aumentar o tráfego.

3. Otimize títulos e imagens

O mesmo vale para a criação dos títulos das suas páginas e para as imagens que serão utilizadas: ambos devem ter a palavra-chave incorporada para um bom resultado da sua estratégia de SEO para e-commerce.

Existem algumas técnicas para otimizar os títulos corretamente, tais como:

  • posicionar a palavra-chave mais à esquerda;
  • completar o título com alguma descrição do produto que está sendo oferecido, a fim de atrair o leitor a clicar no link;
  • criar títulos com no máximo 63 caracteres, que é o limite de corte do Google.

Quanto às imagens, a ideia é fazer com que o site de busca “leia” esses elementos corretamente, o que só acontece se inserirmos alguns códigos.

A tag <src>, por exemplo, indica o nome original do arquivo. Por isso, sempre que subir uma imagem para a sua loja virtual é importante salvá-la com a palavra-chave a qual se refere o conteúdo. 

Já a tag <alt> é um texto alternativo que substitui a sua imagem caso ela não carregue corretamente.

4. Tenha URLs amigáveis

Um URL amigável nada mais é do que um endereço de web limpo. Em outras palavras, são links que descrevem claramente o que está sendo oferecido naquela página

Por exemplo, imagine que o produto seja um computador, ao invés de utilizar “http://www.sualoja.com.br/produtos.php?categoria=1.1.22.0”, no SEO para e-commerce você deve preferir URLs como “http://www.sualoja.com.br/produtos/computador”.

5. Utilize links internos e link building

E já que estamos falando sobre links, nada melhor do que abordar outras duas importantes estratégias de SEO, que são a utilização de links internos e do link building. 

Usar links internos é “ancorar” (linkar) as palavras-chave que estão em um conteúdo com outras páginas do seu site. Isso faz com que o algoritmo do Google entenda a hierarquia do seu site e o considere relevante para o público.

Já a técnica do link building consiste em conseguir backlinks, ou seja, ter links da sua loja virtual em outros sites.

Ainda que seja um pouco trabalhoso, pois é preciso estudar com cuidado qual site receberá suas URLs, é uma abordagem bastante válida que ajuda a atrair público, aumentar o tráfego e a autoridade do seu e-commerce.  

6. Trabalhe a arquitetura do seu site

Todas as técnicas de SEO para e-commerce anteriores são importantes para melhorar o posicionamento do seu site nas plataformas de pesquisa e, dessa forma, atrair mais público. 

Porém, quando um potencial cliente chega até a sua loja virtual, é essencial que essa funcione corretamente, do contrário, ele pode partir para o concorrente.

Aqui, a ideia é contar com uma arquitetura bem organizada, que colabore com a navegação, mas também com a leitura do Google.

Páginas intuitivas, simples, mas completas, acabam sendo a melhor abordagem, pois colaboram para que o visitante entenda rapidamente o funcionamento do seu comércio eletrônico.

Disponibilizar a versão mobile é outro importante diferencial, afinal, cada vez mais as pessoas acessam a internet através de seus smartphones.

Por isso, garantir que seu site abra corretamente nesses dispositivos evita com que você perca vendas.

Somado a tudo isso, é fundamental se atentar ao tempo de carregamento das páginas. Quanto mais rápido seu site carregar, melhor para o ranqueamento e para evitar que o visitante desista da compra. 

7. Atente-se às mudanças do algoritmo

Ainda que essas sejam as dicas mais importantes de SEO, o Google está em constante mudança nos seus algoritmos. Assim, uma estratégia que funciona bem hoje, pode não trazer o mesmo resultado amanhã.

Por isso, é preciso estar sempre por dentro das modificações, a fim de fazer os ajustes necessários para que o seu site não seja penalizado e perca posições.

Prepare o seu negócio para o resultado do SEO

O objetivo do SEO é melhorar o posicionamento do seu e-commerce no Google. Com isso, seu comércio eletrônico ganha mais visibilidade e visitas, o que leva ao aumento do volume de vendas.

Por isso, é importante preparar o seu negócio para o resultado dessa estratégia, otimizando as tarefas que envolvam a conclusão das compras.

A NFe.io é um sistema de emissão de nota fiscal que permite realizar essa e diversas outras funções, tudo dentro de uma única plataforma, tais como:

Além da integração com diferentes meios de pagamento, na NFE.io você consegue emitir facilmente diversos relatórios que ajudam no controle das notas emitidas e na visualização dos valores movimentados, otimizando ainda mais a gestão financeira do seu e-commerce.

Para saber mais, entre em contato com um de nossos consultores agora mesmo!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.