Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

A importância de utilizar ferramentas de controle financeiro e contábil na sua empresa

Conheça 5 ferramentas de controle financeiro que ajudarão a controlar suas receitas e despesas, garantindo o crescimento sustentável da empresa.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Todos os empresários sabem que gerenciar o setor financeiro da empresa é essencial para o negócio ter lucro e crescer. Uma empresa financeiramente saudável consegue otimizar seus recursos evitando desperdícios e mantendo o negócio funcionando.

Apesar da sua importância, ainda existem muitos empresários que não se dedicam ao controle financeiro da sua empresa. É o que mostra essa pesquisa realizada pelo SEBRAE, indicando que a falta de capital é um dos motivos que levam as empresas a fecharem suas portas.

Confira o infográfico que divulgaram:

Ferramentas de controle financeiro

Felizmente, existem várias ferramentas de controle financeiro que podem ajudar na gestão dos recursos do seu negócio, tornando-o sustentável no longo prazo.

Quer saber quais são? Confira a seguir.

Veja também: Como fazer um controle financeiro empresarial e escalar seu negócio?

Ferramentas de controle financeiro: monte o seu Plano de Ação

Um Plano de Ação aplicado às finanças é uma das melhores ferramentas de controle financeiro para sua empresa.

Através dele, você conseguirá planejar suas metas e o que será necessário para alcançar os resultados desejados.

Por exemplo, você pode usar o Plano de Ação para definir metas financeiras anuais, projetando as receitas e as despesas, estimando quanto pretende faturar, gastar, investir e lucrar.

Existem diversas maneiras de elaborar um bom Plano de Ação. Uma delas é a metodologia 5W2H e suas sete perguntas criadas para direcionar as etapas do planejamento.

O plano, depois de pronto, conterá informações como objetivos, ações e responsáveis com suas respectivas datas de entregas.

Os custos, receitas, despesas e outros conceitos contábeis

Algumas ferramentas de controle financeiro envolvem conceitos contábeis

que o empresário precisa dominar para que a gestão financeira da empresa seja feita corretamente.

Vamos listar os mais importantes:

  • Receitas: abrange todos os valores recebidos pela empresa, provenientes da venda de produtos ou serviços, juros recebidos ou até mesmo da venda de um ativo;
  • Despesas: aqui entram todos os gastos necessários para a empresa manter suas operações, mas que não estão ligados diretamente à atividade-fim do negócio. Nesse grupo entram o aluguel, gastos com marketing e venda, por exemplo;
  • Custos: assim como as Despesas, também são gastos realizados pela empresa. A diferença é que os custos têm relação direta com a produção ou a aquisição de produtos. Se enquadram nessa categoria compra de matéria-prima, de mercadorias para revenda e os salários dos trabalhadores de uma linha de produção, por exemplo;
  • Capital de giro: é o recurso disponível para sustentar as operações do dia a dia da empresa;
  • Demonstração do resultado do exercício (DRE): é um relatório que lista as receitas, despesas e o lucro líquido de um determinado período;
  • Ponto de equilíbrio: é o momento em que as receitas da empresa são iguais às despesas, ou seja, a operação começa a se pagar, mas ainda não há lucro;
  • Balanço patrimonial: mostra a situação financeira da empresa, o que inclui os ativos, passivos e o patrimônio líquido.

A correta utilização e registro das operações relacionadas com os conceitos acima são essenciais para a organização financeira da empresa.

Através deles, será possível analisar a saúde financeira da empresa, alinhando as melhores estratégias para aumentar o desempenho do negócio.

Confira: Como melhorar o setor financeiro de uma empresa: 5 dicas que funcionam!

Organize o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das principais ferramentas de controle financeiro que você precisa utilizar. É uma peça contábil criada para registrar todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa, em determinado período.

Estes registros permitirão ao empresário analisar as movimentações financeiras da empresa, indicando os dias em que há mais ou menos verba em caixa.

Esta informação pode ajudar na negociação do pagamento de fornecedores, no recebimento dos clientes e na tomada de decisão sobre o momento certo de realizar investimentos na empresa.

Análise de cenários

A análise de cenários é uma das maneiras mais eficientes de se preparar para a ocorrência de imprevistos no futuro. Apesar de não ser, diretamente, uma das ferramentas de controle financeiro, seu potencial estratégico a torna fundamental em qualquer planejamento financeiro empresarial.

Basicamente, ela consiste na criação de cenários diferentes do que foi previsto  no seu Plano de Ação ou no seu Planejamento Financeiro.

O mais comum é a criação de pelo menos dois cenários alternativos. Um cenário otimista, onde todas as expectativas de vendas serão superadas, os custos e despesas reduzidos, e as demais metas batidas.

O outro cenário prevê uma configuração pessimista, onde o que foi previsto no seu planejamento inicial não acontece.

A partir daí, você define ações de contingência para cada um dos cenários, preparando sua organização para os desvios financeiros que surgirem.

Crie um orçamento anual

Para planejar financeiramente como será o próximo ano, é fundamental realizar um plano orçamentário detalhado. Para isso, você usará as informações obtidas a partir das ferramentas de controle financeiro citadas anteriormente.

O orçamento anual precisa responder algumas perguntas, como, por exemplo, quanto será preciso vender para atingir as metas do Plano de Ação, quanto isso vai custar e quais os investimentos serão necessários, entre outras coisas.

Basicamente, seu orçamento anual deve conter:

  • Projeção das Vendas
  • Custos de Produção
  • Gastos com Pessoal
  • Despesas Operacionais
  • Investimentos

Desta forma, sua empresa possuirá um plano completo de quanto precisa faturar, quais são os limites de custos e despesas que precisa respeitar e quais investimentos serão necessários.

Assim, você poderá acompanhar os números ao longo do ano, verificando se está caminhando para alcançar os objetivos estabelecidos ou se precisará realizar algum ajuste na operação.

Quer saber mais? Confira: 10 livros de gestão financeira com dicas de criatividade, ousadia e sucesso

Não perca mais tempo: Faça o controle financeiro da sua empresa

Uma boa gestão financeira permite calcular a melhor margem de lucro, equilibrar os gastos e avaliar o saldo atual de contas a pagar e a receber.

O controle desses dados permite que você avalie como sua empresa performou no passado e o que está acontecendo no presente. Assim, é possível identificar possíveis falhas e despesas desnecessárias, projetando cenários futuros mais positivos.

Utilizando as ferramentas de controle financeiro descritas você terá mais  segurança e tranquilidade para tomar as melhores decisões em relação às finanças do seu negócio.

Use um gerenciador de notas fiscais

Startups que querem escalar o negócio; assim como SaaS, academias, escolas e outras empresas que trabalham com pagamentos recorrentes, precisam de uma ferramentas para gestão de notas fiscais que os faça ganhar tempo e diminuir erros no processo.

O NFe.io conta com uma interface única e ums sistema estável para você gerenciar notas fiscais e emiti-las para empresas com diferentes CNPJs e para vários municípios, tudo isso no mesmo lugar.

Assim, além da geração dos arquivos XML e HTML e do envio dos e-mails para os clientes, o NFe.io também conta com um painel de controle de seus faturamentos mensais, diversa consultas automatizadas, como a CNPJ e CPF, além de desconto na emissão do certificado digital.

Veja mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 1