Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Como fazer um controle financeiro empresarial e escalar seu negócio?

Aprenda como fazer um controle financeiro empresarial perfeito, conheça seus objetivos e os benefícios de aplicá-lo ao seu negócio e veja detalhes de como controlar o caixa, fazer planejamento financeiro, precificar produtos, controle de contas a pagar e receber e outras dicas.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Como você faz o controle financeiro de seu negócio?

Tem as vantagens de algum software especializado? Usa planilhas para isso? Faz um controle manual? Ou apenas dá uma olhada no saldo das contas bancárias, de vez em quando?

Toda empresa, por menor que seja, necessita de um controle financeiro que proporcione a adequada administração das finanças de seus negócios.

E quando ela começa a crescer, é fundamental tomar medidas para automatizar processos, perdendo menos tempo com atividades repetitivas e ganhando mais produtividade.

É essa organização que permite detectar problemas e resolvê-los da melhor maneira possível, além de dar mais agilidade administrativa ao seu negócio.

Os processos de controle financeiro empresarial estão diretamente relacionados ao planejamento estratégico de uma empresa. Afinal, o intuito da maioria das organizações é conquistar lucro, ou angariar recursos para atingir seus objetivos sociais, no caso de organizações sem fins lucrativos.

Mas como fazer um controle financeiro empresarial eficiente?

Para o seu negócio trilhar o caminho certo, é fundamental detalhar tudo que envolve dinheiro, ter os números sempre atualizados e acessíveis.

Tomar essa iniciativa é o primeiro passo para garantir a sobrevivência do negócio, tendo o máximo de retorno possível.

Neste post, vamos te mostrar como fazer o controle  financeiro empresarial. Você também vai descobrir como fazer um orçamento ajustado ou forecast. Tudo isso em uma linguagem clara e objetiva.

Preparado para nossas dicas de controle financeiro empresarial? Então, vamos lá!

Saiba mais: Como ser um bom gestor financeiro

Os objetivos do controle financeiro empresarial

Aos poucos, vamos entendendo como fazer um controle financeiro empresarial que acompanhe o crescimento do negócio.

Antes de nos aprofundarmos no tema, vamos conhecer os seus principais objetivos:

  • Estabelecer um sistema de controle das finanças da empresa e elaborar junto com a direção um orçamento geral;
  • Detectar desvios e fornecer soluções apropriadas;
  • Comunicar aos diferentes gestores da empresa os problemas encontrados e trabalhar em conjunto para solucioná-los;
  • Agilizar os processos de gestão financeira, automatizando esses processos com ajuda da tecnologia.

Veja mais: O que é sistema de gestão integrado e como pode ser decisivo para a produtividade de uma empresa

Como fazer um controle financeiro empresarial: os 5 pontos-chave

Apesar de sua importância, muitos empresários não compreendem adequadamente o que é controle financeiro empresarial e o fazem de forma bastante inadequada. Isso quando o fazem.

Dados de uma pesquisa realizada pela Granatum mostraram que menos da metade dos empresários acompanham as receitas e despesas de seu negócio regularmente. E que quase 80% deles misturam as contas pessoais e da empresa.

Veja mais alguns dados dessa pesquisa analisando este infográfico:

Como fazer controle financeiro empresarial

Realmente, o quadro não é dos mais animadores.

Mas você, que sabe o que é controle financeiro e reconhece a importância de realizá-lo adequadamente, não usa essas práticas, não é mesmo?

Quer mais informações de como fazer o controle financeiro empresarial?

Está no lugar certo!

Listamos abaixo as principais frentes que você deve dominar para saber como fazer um controle financeiro empresarial que atenda às necessidades do seu negócio.

Por isso, fique atento às nossas dicas de controle financeiro:

1- Controle do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é indispensável para qualquer empresa.

É um relatório financeiro que apresenta detalhadamente os fluxos de receitas e despesas em um determinado período. É caracterizado por dar conta do que realmente entra e sai do negócio.

A diferença entre receitas e despesas é conhecida como saldo ou fluxo líquido, portanto, é um indicador financeiro importante da liquidez da empresa.

Se o saldo for positivo, significa que a receita do período foi maior que as despesas, se for negativo, significa que os gastos foram maiores que a renda.

Por meio da projeção de fluxo de caixa, conseguimos:

  • Antecipar futuros déficits (ou falta) de dinheiro e, assim, tomar a decisão de buscar financiamento a tempo.
  • Estabelecer uma base sólida para apoiar a exigência de crédito, por exemplo, apresentando-o dentro do plano de negócios;
  • Ter saldos positivos acumulados em alguns períodos permite investimento em mercado de capitais e, assim, a geração de um fluxo de receita adicional para a linha de negócio em si.

Veja mais detalhes: Entenda o que é movimento de caixa e o que é fluxo de caixa

2- Controle do planejamento financeiro

Agora é hora de falar sobre o que foi planejado x o que foi realizado.

Para o efetivo controle financeiro acontecer, é preciso utilizar alguns recursos para potencializar a análise de performance e acertar no processo.

O forecast (orçamento ajustado) é muito importante para o planejamento financeiro. É preciso fazê-lo periodicamente para garantir que as metas estipuladas no orçamento inicial sejam executadas.

Se você quiser uma ajuda, a tecnologia está aí pra isso!

Contrate um programa de controle financeiro para facilitar a sua vida com muita segurança e agilidade.

3- Precificação de produtos e serviços

Para definir o valor de um produto ou serviço é preciso realizar um estudo de viabilidade para atingir o preço ideal.

É bom estar sempre de olho nos preços dos concorrentes, nas melhores formas de negociação e pagamento.

Antes de precificar um produto ou serviço, conheça seus custos e despesas, defina uma margem de lucro, não se afaste muito dos preços praticados no mercado e verifique a aceitação do produto com esse preço.

Fazer uma boa pesquisa de marketing pode ajudar!

4- Controle de contas a pagar e a receber

É muito importante ter o registro formalizado das suas contas a pagar e receber.

É comum encontrar nas pequenas empresas uma mesa bagunçada de papéis jogados para todos os lados, com anotações em cadernos.

Isso está bem longe de ser seguro. Mais uma vez, você terá que optar por um software.

O controle rígido das contas a pagar e a receber é determinante para o sucesso do seu negócio.

Contas a pagar e a receber é um controle operacional, já o planejamento financeiro é uma estratégia.

No primeiro, analisamos o presente da empresa, o seu dia a dia. No segundo, conseguimos planejar o futuro.

Ambos são fundamentais!

Conheça: 6 ferramentas de gestão empresarial para controlar as finanças de seu negócio

Você viu diversas dicas de controle financeiro empresarial. Que tal ver agora algumas dicas do que não fazer?

Para isso, pegamos emprestado do blog do Quickbooks este interessante infográfico que mostra exatamente quais são os erros mais comuns ao se fazer um controle orçamentário empresarial.

Confira cada um e evite todos eles!

Como fazer um controle financeiro empresarial

 

5- Como fazer um orçamento ajustado ou forecast?

Uma das grandes dicas de controle financeiro é sempre fazer orçamentos para acompanhar seus gastos previstos e os realmente realizados.

Assim, caso as coisas saiam do rumo que você esperava, pode perceber isso rapidamente e fazer ajustes para corrigir essa situação.

Existem diversos tipos de orçamento, veja alguns dos mais usados:

  • Orçamento estático
  • Orçamento flexível
  • Orçamento contínuo
  • Orçamento de tendências
  • Orçamento base zero (OBZ)
  • Orçamento ajustado ou forecast

Vamos te mostrar como fazer o orçamento ajustado ou forecast, que é um dos que mais pode te ajudar a fazer o controle financeiro empresarial.

Como fazer controle financeiro empresarial com orçamento ajustado ou forecast:

Toda empresa faz um orçamento inicial dos valores que acredita vai gastar durante o ano. Mas, é claro, a situação econômica muda, alguns fatores se modificam e, com o passar dos meses, esse orçamento passa a não retratar mais a realidade.

Nesse caso, é preciso adaptá-lo às mudanças e, assim, fazê-lo corresponder novamente a realidade, ao que realmente está acontecendo na empresa.

Esse tipo de orçamento recebe vários nomes, tais como orçamento revisado, orçamento impactado, orçamento ajustado ou forecast.

Assim, toda vez que se nota a necessidade de adaptar o orçamento original, o orçamento previsto é ajustado. Este conceito é semelhante ao de orçamento flexível, mas não é idêntico.

O flexível está mais relacionado a alterações de volumes e dos níveis de atividade da empresa. Assim, ele já é criado de forma a permitir essa flexibilização baseada nesse tipo de fator, como se adicionasse um índice ao orçamento original.

Já o orçamento ajustado ou forecast pode ser alterado em função de diversas variáveis complexas. Assim, demanda que seja tolamente analisado novamente, não apenas fazer alguns ajuste de volume aqui ou ali.

O orçamento ajustado ou forecast proporciona um controle financeiro mais próximo da realidade do dia a dia do negócio, permitindo administrar a empresa com mais segurança.

Veja outras vantagens do orçamento ajustado ou forecast:

  • Não engessa o negócio
  • Permite o alinhamento das metas e objetivos em função de mudanças nos cenários econômicos e mercadológicos
  • Leva à melhoria contínua dos relatórios originais em função do aprendizado com os erros e mudanças
  • Permite uma tomada de decisão ágil, se necessário

Confira neste infográfico as 5 principais atividades do controle financeiro empresarial:

Como ser um bom gestor financeiro

Gostou dessa sugestão de como fazer controle financeiro empresarial? Calma, ainda temos mais uma dica de controle financeiro empresarial, veja:

DICA EXTRA: Controle de notas fiscais

Agora que você já entendeu melhor o que é controle financeiro empresarial, percebeu que é imprescindível fazer o controle de notas fiscais recebidas e emitidas.

Para isso, você pode contar com um sistema de emissão de notas fiscais, como o NFe.io, e automatizar esse processo, com inúmeras vantagens.

Com essa automação, você dará adeus à emissão manual, que gera custos e perda de tempo, além de ser suscetível a erros e riscos fiscais.

Quem está fazendo sua startup crescer e quer ter mais tempo para se dedicar a tarefas mais estratégicas; empresas que lidam com a emissão de uma grande quantidade de notas para diversos clientes em diferentes municípios e aqueles que trabalham com recebimentos recorrentes, como academias, cursos online e SaaS, precisam automatizar esse processo.

O NFe.io centraliza as emissões da notas fiscais de diferentes municípios em uma única interface e se você é desenvolvedor, pode usar nossa API aberta.

E se você busca um maior controle das finanças do seu negócio, que tal contar com um painel de controle de todas as sua notas fiscais? Com ele, você pode verificar tudo que foi faturado e tem uma base de dados segura para consultar quando quiser.

Gostou da ideia? Então, dê uma olhada no layout do painel de controle do software de emissão de notas fiscais Nfe.io:

Como melhorar o setor financeiro de uma empresa

Viu como ele é prático e intuitivo de usar?

E tem mais, com o NFe.io você pode fazer consultas automatizadas do CPF e do CNPJ de seus clientes, além de contar com um bom desconto na emissão de seu certificado digital.

Veja mais vantagens de usar um software de gerenciamento de notas fiscais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 2