Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Saiba como emitir nota fiscal em contingência passo a passo

Problema na emissão de nota fiscal? Saber como emitir nota fiscal em contingência pode ser o segredo para não parar as suas vendas!

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Nota fiscal em contingência é um mistério para você?

Em poucos minutos, não será mais! Basta ler nosso post 😉

A emissão de notas fiscais é imprescindível para que qualquer negócio realize seus processos de compra e venda de forma legal e organizada. Acontece que, em alguns momentos, você pode enfrentar problemas para emitir uma nota fiscal eletrônica (NFe).

Mas não precisa se preocupar, pois é por isso que foi criada a nota fiscal em contingência. Como sabemos, contingente significa algo incerto, que pode ou não ocorrer.

No caso das notas fiscais, é uma alternativa para a emissão quando o processo do dia a dia deixa de funcionar.

Confira esta imagem do Manual NFC-e em Contingência (Encat), e veja um exemplo de nota fiscal em contingência:

como emitir nota fiscal em contingência

Quer saber mais sobre o assunto e como emitir nota fiscal em contingência? Acompanhe abaixo todas as nossas dicas!

Veja também: Nota fiscal rejeitada: o que fazer? Tire suas dúvidas agora!

O que é a nota fiscal em contingência?

A nota fiscal em contingência é a maneira que você tem de emitir uma NFe quando aparece algum erro no sistema. Sua empresa não pode parar, certo? Nem a emissão de notas fiscais, seja para compra ou venda.

É aí que entra a importância de saber o que é a nota fiscal em contingência.

Assim, ao enfrentar algum impedimento no processo de emissão normal, você não ficará sem a possibilidade de emitir suas notas à SEFAZ.

Entenda as modalidades de contingência mais utilizadas:

1- Contingência SVC (SEFAZ Virtual de Contingência)

A opção SVC pode ser acionada sempre que a Secretaria da Fazenda do seu estado não estiver operando a NFe. Existem duas SEFAZ virtuais de contingência, uma delas no Rio Grande do Sul e outra no ambiente nacional da NFe.

O modelo deve ser adotado quando a SEFAZ do seu estado liberar a opção por algum motivo de impedimento em seu sistema. Assim, ao invés de transmitir o arquivo para a SEFAZ do seu estado, fará para a SEFAZ virtual de contingência.

2- Contingência FS-DA (com Formulário de Segurança)

Permite a emissão de DANFE quando não houver conexão com a SEFAZ do estado ou com outras opções de contingência. A desvantagem é que, como se trata de um formulário especial, é preciso adquiri-lo antecipadamente. A compra deve ser feita em empresas credenciadas do CONFAZ.

Quanto ao uso, que não é on-line, só deve ocorrer quando todas as outras opções de contingência estiverem indisponíveis ao mesmo tempo. Você guarda duas vias do formulário preenchido e, quando a situação se normalizar, você transmite o arquivo.

3- Contingência EPEC (Evento Prévio de Emissão em Contingência)

Com uma Declaração Prévia de Emissão em Contingência (DPEC), você consegue transmitir um resumo da NFe para seu ambiente nacional. Essa opção permite a impressão da DANFE, mas também exige a transmissão do arquivo posteriormente, em até cinco dias.

Apesar de não ser tão prática como a SVC, é possível utilizar essa opção de contingência sempre que preciso.

O maior cuidado precisa ser para transmitir o arquivo depois, já que inicialmente ele é feito em um formulário (branco). Caso esqueça ou não o faça, você poderá ficar bloqueado e sem conseguir emitir mais notas em contingência.

Confira: Problema na emissão de nota fiscal eletrônica? Veja como evitar!

Quando é necessário emitir nota fiscal em contingência?

Como dito anteriormente, é necessário emitir nota fiscal em contingência sempre que houver indisponibilidade no serviço da SEFAZ. O processo é essencial em casos de problemas técnicos para a autorização da NFe.

É claro que essa opção não deve ser escolhida sempre. Mas é indispensável saber como emitir nota fiscal em contingência para quando você não conseguir a emissão em tempo real.

E como saber qual opção de nota fiscal em contingência escolher? É fácil. O Formulário de Segurança deve ser adquirido somente em casos de segurança, como o próprio nome diz. Além de precisar comprar o formulário, você precisará passar os arquivos para a SEFAZ depois.

Ou seja, dois trabalhos para uma NFe. Você pode utilizá-lo em caso de falta de internet, por exemplo, ou se não conseguir usar outras opções para a emissão.

Já a SEFAZ Virtual de Contingência, a SVC, não tem nenhum custo, pois também é feita de forma on-line. Diferentemente da contingência FS e EPEC, esse modelo não exige que você transmita um arquivo posteriormente, facilitando a rotina.

Dê uma olhada em mais esta ilustração do Manual NFC-e em Contingência (Encat) que mostra o que ocorre quando uma nota é emitida em contingência:

O que é nota fiscal em contingência

Passo a passo: como emitir nota fiscal em contingência

Agora que você sabe o que é nota fiscal em contingência, vamos para o próximo passo?

Veja como emitir nota fiscal em contingência e não deixar suas compras e vendas paradas ou sem documentação!

  1. Preencha a nota normalmente e escolha a versão “Completa NF-e”
  2. Clique em “Forma de Emissão”
  3. Selecione a opção SVC-NA (ou SVC-RS, dependendo do estado)
  4. Abaixo aparecerá o quadro com a “Data da contingência” e “Justificativa da contingência”
  5. Basta confirmar e solicitar a emissão da nota fiscal em contingência

Fazendo esses 5 passos simples, a NFe é transmitida como se fosse de uma maneira offline ao sistema da SEFAZ padrão de seu estado. Assim que o problema técnico for resolvido, ela será enviada à Secretaria da Fazenda para autorização.

Teve problemas para emitir sua nota? Não se preocupe! Agora você já sabe como emitir nota fiscal em contingência e completar a operação com toda a segurança necessária.

Quer mais dicas? Confira este vídeo do CEFIS:

Leia mais: Você sabe como emitir nota fiscal de e-commerce? Confira tudo que precisa fazer

Emita nota fiscal com tranquilidade com um software de automatização

Emitir notas fiscais pode ser bastante trabalhoso se feito manualmente.

É por isso que automatização de processos de negócios é uma providência que toda empresa deve tomar.

Quem usa um software de gerenciamento de notas fiscais, como o NFe.io faz o cálculo dos impostos automaticamente, emite, gera os arquivos XML e HTML e envia por e-mail aos clientes.

E isso não é tudo. Com NFe.io você pode emitir notas fiscais de diferentes CNPJs e para várias prefeituras sem sair do sistema: tudo na mesma interface,

E tem mais: conta com um painel de controle para gerenciar seu faturamento mensal, faz consultas automatizadas de CPF e CNPJ e tem desconto no certificado digital.

Saiba mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.