Como ser professor online? Aprenda com 6 passos práticos

Tempo de leitura: 7 minutos

Como ser um professor online? Essa se tornou a dúvida de muitas pessoas nos últimos anos por conta do crescimento exponencial que o mercado de educação a distância teve. Afinal, é um bom método para compartilhar conhecimentos e conseguir uma fonte de receita.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o número de alunos de cursos a distância cresceu 378,9% entre 2009 e 2019.

Esses dados consideram apenas o ensino superior, o que significa que o crescimento é ainda maior se levar em conta os cursos livres, que são a maioria na internet.

Contudo, o processo para se tornar um professor online pode ser demorado e complexo, porque é preciso elaborar um conteúdo de qualidade do zero. Além disso, é necessário gerenciar outras frentes, como o marketing e o financeiro.

Precisa de uma ferramenta simples para controlar a Inadimplência?

Baixe gratuitamente nossa planilha de controle de inadimplência e facilite sua vida!

Controle quem são os devedores.
Utilize essa ferramenta gratuitamente, te enviaremos um presente surpresa
Quero a planilha

Dito isso, listamos as etapas essenciais para quem deseja entender como ser um professor online e construir um conteúdo diferenciado e relevante. Confira:

  • Escolha um assunto que você domina
  • Descubra quem são os possíveis alunos
  • Estruture o conteúdo e o formato das aulas
  • Ofereça diferentes materiais
  • Planeje uma boa estratégia de lançamento
  • Aprimore o seu material

6 dicas de como ser professor online

1. Escolha um assunto que você domina

O ponto de partida do processo de como ser professor online, é definir um tema específico que você tenha domínio suficiente para ensiná-lo de forma didática.

Afinal, é preciso conhecer profundamente um assunto para conseguir compartilhá-lo adequadamente, com uma qualidade que seja capaz de trazer bons ensinamentos aos alunos.

O ideal é analisar todas as suas habilidades para fazer a melhor escolha do que ensinar. Dessa forma, é possível identificar com mais facilidade quais são os conhecimentos que você consegue compartilhar de maneira clara e simples.

Inclusive, procure anotar todos os tópicos que você conhece sobre os assuntos. Essa é uma boa forma de visualizar as suas principais sabedorias.

Também não se limite à sua área profissional durante o processo de escolha. Realmente as pessoas conhecem muito mais sobre aquilo com que trabalham, mas constantemente exercitamos outras habilidades.

Aliás, unir conhecimentos distintos pode ser a fórmula para criar um curso inovador e diferenciado. Por exemplo, uma pessoa que trabalha com marketing e ama cinema, poderia criar um curso de como fazer um planejamento de divulgação específico para filmes.

2. Descubra quem são os possíveis alunos

Não há como negar que existe um propósito comercial por trás do interesse em se tornar professor online, mas, independentemente disso, o aluno sempre deve ser o foco.

É muito importante realizar pesquisas para entender quais são os perfis dos alunos ideais, ou seja, como são as pessoas que poderiam se interessar pelo seu curso.

No marketing digital, isso é chamado de “persona”. Basicamente, são pessoas fictícias criadas com base no perfil dos clientes ideais para a sua solução. Nesse caso, seriam os seus alunos ideais.

Esta etapa é fundamental por dois motivos. Primeiramente, porque você conseguirá identificar se existe demanda para o que pretende ensinar. Caso ela seja muito pequena ou inexistente, é melhor voltar à fase de escolha do assunto.

Em um segundo momento, após a confirmação de que existem pessoas interessadas no tema escolhido, as personas poderão ser utilizadas na estruturação de um conteúdo totalmente focado nas dores dos alunos.

Quer saber mais sobre o que são personas e como criá-las? Assista ao vídeo da Resultados Digitais:

3. Estruture o conteúdo e o formato das aulas

Agora que o assunto está definido e se sabe quais são os principais interesses dos alunos, é a hora de trabalhar na criação do conteúdo do curso.

Aqui, é o momento para decidir se as suas aulas serão gravadas ou ao vivo. Isso presumindo que você tenha optado por fazer o curso todo por vídeo, que é o formato mais comum.

O recomendado é iniciar pela definição do formato das aulas, porque isso influenciará em como o planejamento do conteúdo será feito.

Para entender qual é o formato mais adequado, faça uma análise profunda do assunto do curso. E não se esqueça de olhar para as suas personas. Dessa forma, será possível identificar o melhor método.

Em seguida, estruture como o conteúdo será ensinado. Procure se dedicar o máximo possível na realização desta etapa para que os conhecimentos sejam compartilhados de forma coerente, clara e didática.

E ressaltando mais uma vez: consulte as suas personas para entender qual é a melhor maneira de desenvolver o assunto.

Confira também: Como ganhar dinheiro com curso online: 4 dicas para monetizar seus conhecimentos na internet

4. Ofereça diferentes materiais

Para construir um curso realmente completo, o ideal é que você ofereça materiais em diferentes formatos. Por exemplo, se as aulas principais são todas gravadas, é interessante disponibilizar ebooks ou textos que se aprofundem no assunto e respondam possíveis dúvidas.

As possibilidades são inúmeras, porque existem diversos formatos para se trabalhar que podem ajudar na compreensão do tema por parte dos alunos.

Aliás, aproveite-se ao máximo das tecnologias existentes, elas podem ser de grande ajuda na criação de materiais diferenciados.

5. Planeje uma boa estratégia de lançamento

De nada adianta criar um ótimo conteúdo se ele não chegar até as pessoas que poderiam ter interesse em aprendê-lo, certo?

Por isso, é essencial elaborar um planejamento de marketing digital muito bem estruturado para o lançamento do curso.

Inclusive, o mais indicado é que esse plano seja elaborado — ou até mesmo colocado em prática — ao mesmo tempo em que o curso está sendo montado.

Apenas tome cuidado para não utilizar estratégias muito agressivas. Elas são capazes deixar as expectativas muito altas, que é algo que pode resultar em frustrações em relação ao curso.

Procure ser o mais transparente possível, deixando claro o que o conteúdo oferece e como ele pode ajudar a quem se interessar. Lembre-se de utilizar as personas durante este processo.

Para saber mais sobre lançamento de cursos online, confira o vídeo a seguir, do Jonathan Machado:

6. Aprimore o seu material

Mesmo que o curso tenha dado muito certo e captado vários alunos, não significa que o conteúdo já atingiu a sua qualidade máxima. Na verdade, isso é praticamente impossível, sempre haverá pontos em que o curso poderá ser aprimorado.

Então, é fundamental que você constantemente estude e procure formas de agregar mais conhecimentos ao assunto ensinado.

Aliás, essa é uma ótima maneira de manter o curso atualizado. Afinal, hoje em dia, tudo avança com uma agilidade enorme, tornando muitos conteúdos desatualizados.

Leia também: Como vender curso online: 9 dicas para monetizar seus conhecimentos sem precisar sair de casa

Como emitir e gerenciar as notas fiscais dos alunos?

Dentro das atividades de como ser professor online entram algumas tarefas totalmente distintas da educação. Isso é natural, pois é preciso lidar com diversas áreas para criar um conteúdo de sucesso.

A emissão e gerenciamento de notas fiscais é uma dessas atividades totalmente diferentes que precisarão ser realizadas. Isso porque é obrigatório, por lei, que os alunos recebam este documento.

Essa tarefa pode ser considerada bem burocrática e trabalhosa, demandando muito tempo. Mas existe uma forma de descomplicá-la para que você possa destinar o seu tempo a processos relacionados à educação: utilizando o NFE.io!

Nosso software pode ser integrado com o sistema de pagamento do seu curso para emitir automaticamente as notas fiscais, assim como enviar o DANFE para os e-mail dos alunos.

Gostou do que oferecemos, mas quer saber mais? Experimente gratuitamente a nossa ferramenta ou agende uma demonstração com um especialista para tirar todas as suas dúvidas.

Quer receber todas as notas fiscais emitidas contra seu CNPJ?

Tenha um radar de notas fiscais de produto conectado com o seu operacional para garantir que não haja erros na parte fiscal.

Monitore as notas fiscais de forma simples!
Clique e comece o seu monitoramento de notas fiscais de produto hoje mesmo!
Teste agora

 


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x