Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

5 dicas para fazer uma boa logística para e-commerce

Entenda como fazer gestão de estoque, planejamento de vendas, usar KPIs e outros cuidados podem otimizar sua logística para e-commerce.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Você já parou para pensar em tudo o que envolve a logística para e-commerce? Se você está no início de um negócio online, é bom abrir os olhos!

Controlar o estoque, calcular o frete, planejar suas vendas e o envio de cada produto. Cada uma dessas atividades deve ser realizada com atenção. Assim, você assegurar que o cliente tenha uma excelente jornada de compra no ambiente on-line.

Desde o momento em que o lead entra no site até o momento da compra, do recebimento daquele produto e depois no pós-venda, ele espera que a loja virtual atenda suas expectativas, tanto em relação à qualidade do produto como em tempo de entrega.

Ter uma estratégia para o armazenamento, a movimentação e o transporte dos produtos é o que muitas vezes fará a diferença na experiência de compra e de venda.

E isso tem tudo a ver com logística para e-commerce!

Vamos então às 5 dicas para fazer uma excelente logística do seu e-commerce!

Leia também: Como gerenciar um E-commerce: 7 pontos fundamentais para obter o sucesso de sua loja virtual

Logística para e-commerce: 5 segredos!

1- Cuide de todas as etapas do processo de venda on-line

A primeira etapa é a preparação do pedido, onde o usuário precisa identificar a mercadoria para decidir a compra no site. Para oferecer a melhor experiência, o site deve ser simples de navegar e responsivo, abastecido de informações completas sobre produtos. O cuidado nesta etapa é fundamental para evitar problemas com trocas ou devoluções.

Depois vem o processamento do pedido, onde as operadoras de cartão e empresas antifraude analisam os dados do cliente e validam o pedido.

A confirmação do pedido é a terceira etapa e onde a sua empresa agirá na prática. Organizar a mercadoria ou encomendá-la com o fornecedor, fazer a embalagem corretamente, a emissão do documento fiscal e a entrega para a transportadora são as atividades que merecem atenção.

Também deixe sempre claro para o cliente sobre o tempo de entrega e as políticas da empresa.

Por fim haverá a entrega propriamente dita, o envio final do produto. Você pode investir em um serviço que rastreie a mercadoria depois de entregue ao transportador. Isso facilita no acompanhamento da entrega para o cliente e assegura que o envio foi realizado dentro da data prometida pelo seu e-commerce.

Este post também pode te interessar: Conheça as 7 plataformas de ecommerce mais usadas no Brasil para começar a vender online

2- Defina uma política para sua gestão de estoque

Controlar o estoque é essencial em uma loja on-line. Isso evita o acúmulo de alguns produtos e a indisponibilidade de outros. Por isso, a dica principal é para que você tenha uma política clara de estoque. Tanto para reposição, liquidação de mercadorias obsoletas e também para os produtos promocionais.

Caso não seja feito esse preparo, um produto com alta procura pode ficar indisponível e te fazer perder vendas. Ou, então, você pode acumular muito estoque de produtos com baixa procura, o que também diminui a margem de lucro.

Por isso, evite aumentar muito o estoque e encomendas com fornecedor a menos que veja uma oportunidade real para isso. Ferramentas de controle podem te ajudar a gerir melhor os estoques.

3- Use a curva ABC e a queima de estoque se preciso

Uma dica sugerida por muitos especialistas é aplicar a curva ABC para controlar o estoque. O modelo inspirado na Análise de Pareto, parte do princípio de que 80% das consequências são influenciadas por 20% das causas.

O que, traduzindo para o estoque, seria algo como: 80% dos produtos mais vendidos representam 20% do total de produtos.

Assim, a ideia é usar a curva ABC para decidir melhor sobre produtos que precisam continuar e aqueles que podem sair da sua loja on-line.

Outra dica é não ter medo de queimar seu estoque por meio de promoções, caso o produto não esteja girando o suficiente.

Nesse sentido, a internet te dá inúmeras possibilidades para liquidar os produtos, com apoio das redes sociais, inclusive, e no próprio canal de venda.

Dessa forma, use a criatividade e faça promoções atrativas.

Quer saber mais sobre a Análise de Pareto? Então, confira este vídeo da Siteware:

4- Planeje suas vendas

A logística no varejo virtual é complexa. Não deixe de fazer um S&OP (Sales and Operations Planning) em seu e-commerce. O processo de planejamento de vendas e operações é essencial para atender as necessidades dos consumidores sem que haja problemas.

Para garantir a disponibilidade do produto, é preciso organizar e acompanhar todos os processos de armazenagem, expedição e entrega.

Conforme as vendas vão crescendo a complexidade operacional também aumenta, e adotar um sistema de gerenciamento (um ERP) pode ajudar.

Saiba mais: 5 dicas para e-commerce para alavancar vendas em sua loja virtual

5- Defina KPIs

Os indicadores de desempenho, também conhecidos como KPIs (Key Performance Indicators), são importantíssimos para assegurar a eficiência na logística para e-commerce.

Ao definir indicadores sobre os processos que envolvem as vendas, você consegue analisar melhor como pode otimizar o processo logístico. Pode acompanhar os pedidos para fornecedores e as entregas aos clientes, por exemplo.

Entre os indicadores mais conhecidos para a logística de lojas virtuais estão a acuracidade do inventário, a taxa de atendimento do pedido (OFR – Order Fill Rate); além do OCT (Order Cycle Time) e o OTIF (On Time in Full).

Você sabia que existem 4 tipos de KPIs? Então, confira quais são eles neste infográfico da HEFLO:

logística para ecommerce

Quer mais detalhes sobre o assunto?

O que mais te interessa sobre o tema de logística para e-commerce?

Compartilhe com a gente e acompanhe os conteúdos mais relevantes para fazer sua empresa crescer!

Saiba mais: Você sabe como emitir nota fiscal de e-commerce? Confira tudo que precisa fazer

Facilite a emissão de notas fiscais de seu e-commerce. Veja como:

Emissão, cálculo do imposto, geração dos arquivos XML e HTM e envio por e-mail ao cliente, tudo isso automaticamente, são apenas algumas das vantagens do Nfe.io.

Este software de gerenciamento de notas fiscais permite também que você emita notas de diferentes CNPJs para mais de uma prefeitura sem sair do sistema.

Além disso, oferece desconto na emissão de certificado digital. Ficou interessado? Então, confira: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 1