Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Como administrar o financeiro de uma empresa?

Fluxo de caixa, endividamento, empréstimos, balanço patrimonial e outras dicas de como administrar o financeiro de uma empresa.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Neto todo empresário foi feito para administrar o financeiro de uma empresa.

Afinal, são muitos números e demonstrativos cheios de detalhes que, quem não é do ramo, realmente parecem indecifráveis.

Mas, diante de um cenário econômico instável, saber como administrar o financeiro de uma empresa é uma questão de sobrevivência.

Apenas “ficar de olho” nas contas correntes é uma atitude que não funciona e pode gerar sérios prejuízos para o seu negócio.

Por isso, neste post, selecionamos algumas dicas de administração financeira e conceitos básicos para você se orientar melhor e saber de forma objetiva como administrar uma empresa.

Você vai entender definitivamente o que é administração financeira e poderá tocar seu negócio com muito mais tranquilidade.

Aproveite!

Veja também: Como fazer um plano financeiro para academia em 5 passos

O que é administração financeira, afinal?

A correta administração financeira tem sido um fator importante e decisivo para o sucesso empresarial e para a obtenção de êxito no planejamento estratégico.

Em tempos de economia global, onde não há espaço para amadorismo e improviso, o controle financeiro é responsável por tornar projetos possíveis de serem executados, definir metas e dar condições para que os objetivos sejam alcançados.

Nos dias de hoje, é essencial que as empresas tenham especial cuidados com suas finanças.

Erros na área financeira podem ser desastrosos para o bom andamento dos negócios.

Por isso, entender plenamente o que é administração financeira é fundamental.

Vamos conhecer uma definição?

A administração financeira é o conjunto de ações que envolvem o controle, planejamento e análise de todas as movimentações financeiras de uma empresa, residência ou conta bancária. Este tipo de administração permite que o investimento de capital seja realizado de maneira mais racional e otimizada, gerando lucro e economia.

Tenha em mente que a administração financeira visa  otimizar os resultados da empresa por meio da diminuição de custos e despesas e da adequada gestão de recursos. Com isso, a tendência é proporcionar um lucro maior.

Além disso, a boa administração financeira deve garantir o aumento do património do negócio e proporcionar condições de financiamento para ampliar investimentos.

Portanto, a administração financeira deve garantir um bom fluxo de caixa para a empresa honrar os pagamentos rotineiros, promover o lucro e assegurar a capacidade de investimento.

Para ajudar você nessas tarefas complexas, o uso de softwares de gestão financeira é uma saída inteligente.

Mas conhecer os principais pontos e saber como administrar o financeiro de uma empresa também é importante.

Confira dicas de administração financeira e veja a melhor forma de aplicá-las em seu negócio.

Confira também: 6 ferramentas de gestão empresarial para controlar as finanças de seu negócio

Antes de conferir nossas dicas, dê uma olhada neste vídeo produzido pelo SEBRAE com ótimas ideias de como fazer a administração financeira em pequenas empresas:

6 dicas de como administrar o financeiro de uma empresa

Compreender como administrar o financeiro de uma empresa não é nada fácil.

Por isso, separamos algumas dicas para ajudar as empresas a administrarem suas finanças.

São pontos básicos, que todo empresário precisa dominar:

1. Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta muito importante.

Trata-se de um relatório usado para realizar o controle das movimentações financeiras – entradas e saídas de recursos de uma empresa em um determinado período de tempo – ou seja, ele ajuda a conhecer a liquidez do seu negócio.

Por meio dele, você saberá se a empresa tem condições de honrar com seus compromissos, como pagar salários e fornecedores.

Se você não é um especialista em números, tudo pode parecer um pouco complexo.  Portanto, memorize alguns conselhos:

  • Reúna todas as informações contábeis da sua empresa, balanço e demonstração de resultados;
  • Defina um período para analisar;
  • Registre todas as receitas (vendas) desse período;
  • Registre os gastos no período;
  • Com todos esses registros, calcule a diferença entre o total de entradas e o total de saídas, juntamente com o valor inicial.

O fluxo de caixa pode ser construído em uma planilha, como Excel ou mesmo no Google Planilhas. Em resumo, ele é o instrumento que vai ajudar a prever se haverá disponibilidade de caixa para quitar suas obrigações ao longo do tempo.

Veja mais detalhes em nosso blog: Entenda o que é movimento de caixa e o que é fluxo de caixa

Confira este infográfico que mostra um passo a passo de como gerenciar seu fluxo de caixa:

Como administrar o financeiro de uma empresa

2. Endividamento

Sabemos que manter uma empresa no Brasil é uma tarefa árdua. A complexidade tributária e o sobe e desce da economia são fatores que sempre trazem muita incerteza.

Além das excessivas cargas tributárias, a imensa burocracia e pesados encargos trabalhistas são transtornos inevitáveis na rotina de qualquer organização em nosso país.

Por isso, para evitar o endividamento, é imprescindível se atentar a alguns aspectos importantes.

Veja esta lista de 8 providências que você deve tomar para evitar o endividamento de seu negócio:

  • Antes mesmo de abrir uma empresa, defina com clareza qual é o seu verdadeiro negócio;
  • Faça constantes pesquisas de mercado para se manter atento à concorrência;
  • Trabalhe com custo reduzido: evite desperdícios;
  • Administre o fluxo de caixa e garanta entradas suficientes para quitar os compromissos;
  • Não caia na tentação de “crescer antes da hora” e dar um passo maior que a perna;
  • Pense muito antes de contrair dívidas e analise a real necessidade desse capital;
  • Adote uma gestão de segurança, isto é: pensa duas vezes antes de se endividar;
  • Valorize bons funcionários e evite gastos rescisórios.

Tomando essas medidas, a necessidade de endividamento vai diminuir consideravelmente.

Veja também: Faça o planejamento financeiro de uma empresa sem sofrimento

3. Empréstimo

Se a coisa apertar, a solução é correr atrás de um empréstimo. Mas isso não é tão simples quanto parece.

Apenas 30% das empresas brasileiras que buscam empréstimo nos bancos conseguem acesso ao crédito.

O empréstimo é uma boa saída para manter o fluxo de caixa na hora de uma emergência ou até mesmo para pagar fornecedores.

Todos querem alavancar seus negócios, mas antes de pedir um empréstimo, confira essas informações:

  • As taxas de juros variam bastante de banco para banco. Ferramentas on-line aparecem como boas opções, pois têm taxas mais baixas e menos burocracia;
  • Verifique se a empresa está registrada nos órgãos de proteção ao crédito (SPC e SERASA). Se sim, isso dificultará o processo;
  • Se a empresa for muito nova, o banco irá considerar isso como fator de risco para o empréstimo;
  • Siga rigorosamente as exigências do banco e elabore um projeto de investimento. Ele irá verificar a viabilidade econômico-financeira do empreendimento.

Veja algumas startups que se especializaram em crédito para empresas feitos online:

4. Planejamento

Planejar como administrar o financeiro de uma empresa em curto, médio e longo prazo requer atenção aos seguintes pontos:

  • Levante dados de custos e investimentos das suas operações: produção, vendas, compras, estoque, logística, infraestrutura física, pagamentos de funcionários e fornecedores;
  • Saiba o quanto sai e o quanto entra todos os meses. Isso servirá de termômetro financeiro da empresa;
  • Se não tiver experiência no assunto, não arrisque! Contrate consultorias especializadas ou, pelo meno, um software de gestão financeira;
  • Esteja sempre atento para o corte de gastos. Qualquer economia pode fazer a diferença e trazer retornos importantes.

5. Demonstrativo de Resultados

Os demonstrativos de resultados possibilitam à empresa saber se ela está tendo lucro ou prejuízo.

Sendo assim, é possível acompanhar a situação financeira com mais detalhes e estudar possibilidades de investimentos, cortes e reduções de gastos.

O DRE (Demonstrativo de Resultados) é um documento extremamente valioso:

  • Deve ser feito todos os meses, revelando as receitas, as despesas e os resultados gerados ao longo de um período;
  • Com ele, dá para minimizar prejuízos e traçar metas;
  • Conforme as leis 6.404 Art. 187 e 11.638/07, o DRE é obrigatório para qualquer empresa.

6. Balanço Patrimonial

Também chamado de Balanço Contábil, o Balanço Patrimonial é um dos principais relatórios de gestão de como administrar o financeiro de uma empresa:

  • É uma exigência legal prevista no Artigo 1.179 do Código Civil Brasileiro de 2002;
  • Permite extrair perspectivas sobre a saúde da empresa e projetar futuros cenários;
  • É dividido em dois grupos: ativo e passivo, circulante e não circulante;
  • Fornece o valor do patrimônio da sua empresa, comparando o período atual com os anos anteriores, entre muitos outros benefícios.

Veja também: Confira neste post sete dicas para organizar as finanças e potencializar os resultados do seu negócio

Veja mais algumas dicas de como administrar um empresa financeiramente criadas pelo blog Avante Consultoria:

Como administrar o financeiro de uma empresa

DICA EXTRA: Como administrar as finanças de uma empresa com um software

Agora que você já entendeu o que é administração financeira, que tal usar a tecnologia para te ajudar a colocar todas essas dicas de administração financeira em prática?

Existem diversos programas para controle financeiro que você pode usar com resultados excelentes.

Os mais indicados são os chamados softwares SaaS – Software as a Service – software com um serviço, em português.

Essas ferramentas ficam hospedadas na nuvem e a empresa paga uma mensalidade para usá-las. Existem diversos planos com diferentes funcionalidades, capacidade de armazenamento de dados e número de usuários.

Além dessa mensalidade ser muito mais barata que a com[pra de licenças de softwares individuais para cada usuário, é possível adequar os pacotes oferecidas às necessidades da empresa, simplesmente com alguns cliques.

Além disso, os backups de dados são automáticos e a cada atualização da versão do software ela é disponibilizada sem custo para a empresa.

Tudo é mais ágil, prático e econômico. Sem falar que como ele está hospedado na nuvem, você pode acessá-lo de onde estiver, na hora que precisar e pelo dispositivo móvel de sua preferência (muitos deles tem até apps para smartphones!) e tem como administrar as finanças de uma empresa até do conforto de sua casa.

Aliás, isso permite atá desenvolver uma política de home office para alguns de seus funcionários.

Não sabe qual software escolher para o financeiro de seu negócio?

Então, confira este infográfico com todos as informações que você precisa para definir como administrar as finanças de sua empresa com ajuda de um software:

Como administrar o financeiro de uma empresa

Leia também em nosso blog: Como criar um planejamento financeiro para startup em 7 passos

Como um gerenciador de notas fiscais pode ajudar nas finanças do seu negócio

Além de fazer o cálculo e emitir automaticamente suas notas fiscais eletrônicas, um gerenciador como o NFe.io oferece diversas outras vantagens, como um painel de controle com todos os seus faturamentos mensais, acesso a consultas de dados sobre empresas, criação dos arquivos XML e HTML, e até desconto na emissão do certificado digital.

Conheça mais aqui: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 2