Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Como criar um planejamento financeiro para startup em 7 passos

Conhece os 7 passos do planejamento financeiro para startup? Veja como ganhar a confiança de investidores com análises e dados precisos.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Por mais simples que o termo “startup” possa parecer, a realidade exige muito mais do empreendedor do que apenas uma ideia. Afinal, não são poucos os que “tentam a sorte” nesse tipo de negócio.

De acordo com o último levantamento da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), já há mais de 62 mil empreendedores pelo Brasil.

Ainda assim, o que faz com que muitos encontrem frustrações pelo caminho e não avancem como gostariam é a falta de organização e planejamento – a começar pelo financeiro.

Se você está começando neste universo, entenda que o planejamento financeiro para startup é essencial para você se preparar. Não se esqueça que, independentemente de seu objetivo atual, sua startup é o seu negócio, a sua empresa. É nela que estão depositadas as suas ideias e suas maiores expectativas.

Analisando desta maneira, você logo se perguntará: Como, afinal, fazer um planejamento financeiro para startup? Como organizar custos?

Ter uma estrutura financeira e reunir dados é imprescindível para qualquer empresa. E, claro, não seria diferente para as startups. Principalmente para este nicho do mercado, o planejamento é fundamental, uma vez que fará toda a diferença na hora de atrair um investidor, por exemplo.

Acompanhe conosco os 7 passos para um planejamento financeiro para startup eficiente!

Veja também: Dicas para fazer uma boa gestão de indicadores financeiros

Passo a passo: como fazer planejamento financeiro para startup

1- Comece pelo básico (que seja uma planilha de Excel)

Exatamente: uma planilha de Excel ou do Google Sheets.

Comece pelo básico, abrindo o seu computador e criando um arquivo com o nome “planejamento financeiro para startup”. Entender a importância do planejamento e se envolver em todo o detalhamento das contas e orçamentos é o primeiro grande passo para traçar suas metas de maneira mais concreta.

2- Estime suas despesas fixas

Antes de pensar em receitas, você precisa detalhar as despesas fixas que terá com sua startup. Isso porque você precisará de caixa para custear seus gastos por uns meses. Até que sua ideia para um produto ou serviço seja implantada no mercado da forma que gostaria.

Pense nessas despesas como todas aquelas contas que se mantém, que irão aparecer para pagar mensalmente. Pode ser desde a hospedagem de um site, passando por simples tarifas bancárias, custo de deslocamento até o aluguel de um escritório.

Quanto mais claro você for nessa conta, mais planejada financeiramente sua startup estará.

3- Reúna outras informações financeiras relevantes

Concorda que você precisará entender e tentar reunir mais informações da saúde financeira de sua empresa relevantes se quiser saber por quanto tempo consegue pagar suas contas, estimar o que pode ocorrer com seu negócio daqui a seis meses ou um ano, ou mesmo para apresentar um plano completo para um investidor?

Pensando nisso, coloque no radar outros dados importantes, tais como:

  • O custo variável, que está relacionado ao produto e serviço e, geralmente, aumenta ou diminui proporcionalmente com a receita;
  • O lucro, que seria a diferença entre o que entra e o que sai; a receita, que é o dinheiro que de fato entra para a empresa;
  • O ponto de equilíbrio, que seria aquele mínimo que precisaria faturar para não ter prejuízo.

4- Analise a margem de lucro de seus produtos

Se tratando de uma startup, você também precisará analisar o desempenho de seus produtos e qual deles merece mais investimento. Faça uma estimativa da margem de lucro para cada um deles, considerando tanto as maiores margens, quanto os produtos com as maiores vendas.

Ao longo dos meses essas informações tendem a ser mais claras para detalhar no planejamento.

5- Estipule cenários diversos e preveja investimentos

Estipular vários cenários pode ser uma dica relevante para você se preparar caso haja um investidor interessado em sua solução. Pensando nisso, tente prever investimentos necessários, como custos para um upgrade no serviço/produto, custos com marketing ou assessoria de imprensa, computadores, etc.

6- Comece a comparar os dados no mês a mês

Assim que for colocando as informações de receitas, despesas e lucros, você poderá andar mais um passo em direção a um excelente planejamento financeiro para startup.

Ou seja, com os dados preenchidos no mês a mês, já de acordo com a realidade da startup, as atualizações serão cada vez mais reais e permitirão que você compare desempenhos e crie um histórico para sua startup.

7- Avalie cada ação com base no planejamento

O propósito do planejamento financeiro é justamente servir como base para que nenhuma decisão seja tomada de maneira irresponsável com o caixa da empresa.

Portanto, que seja para investir em marketing ou para terceirizar um serviço, você precisará avaliar cada ação com base no planejamento financeiro para não prejudicar as contas de sua startup.

Confira este vídeo do SEBRAE com mais algumas dicas de planejamento financeiro empresarial:

E então, gostou das nossas dicas? Que tal abrir sua planilha e começar a planejar o financeiro da sua startup agora mesmo?

A tendência é que suas decisões tornem-se muito mais assertivas tanto sobre metas, quanto relacionadas às equipes e aos investimentos. Se quer ganhar confiança de investidores, está na hora de começar apresentando a visão completa do financeiro de sua startup!

Confira em nosso blog: Como fazer relatório financeiro de uma empresa?

Use um gerenciador de notas fiscais e ganhe agilidade e controle

Com um gerenciador de notas fiscais como o NFe.io você automatiza esse processo e ainda tem acesso a um painel de controle para consultar todos os seus faturamentos mensais.

Além disso, você conta com consultas automatizadas de CPF e de CNPJ e tem direito a desconto na emissão do certificado digital.

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 1