Rejeição 703: o que significa hora da emissão posterior ao horário de recebimento?

Tempo de leitura: 5 minutos

O processo de emissão de notas fiscais pode esbarrar em alguns problemas relativos à inconsistência de dados que podem gerar complicações ao seu negócio junto às autoridades fiscais. Um dos erros mais famosos é denominado Rejeição 703. Você já ouviu falar?

Esse comando geralmente vem acompanhado da seguinte mensagem: “Data-hora de emissão posterior ao horário de recebimento”. Mas o que isso significa exatamente? Como resolver esse problema?

Entender seu conceito é fundamental para driblar essa situação e dar continuidade às emissões de notas fiscais dos seus parceiros comerciais e fornecedores. Tudo isso sem maiores dores de cabeça com a sequência dos processos comerciais e passando por auditorias fiscais sem maiores dificuldades.

Continue a leitura até o fim e tire todas as suas dúvidas sobre a Rejeição 703!

O que é a Rejeição 703?

A Rejeição 703 quer dizer que o sistema identificou que a data ou hora de emissão preenchida no momento de geração da nota são posteriores ao recebimento da documentação pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) da Unidade Federativa.

Portanto, se você se pergunta o que é hora da emissão, a resposta é referente ao horário inserido no momento que a nota fiscal foi emitida.

Quando a data-hora de emissão é posterior ao recebimento?

Esse erro pode ocorrer tanto em caso de desatenção no momento de digitar a informação, como também em função de alguma divergência de fuso-horário entre a companhia emissora e o servidor da Sefaz que analisou o documento.

Por exemplo, em casos excepcionais de horário de verão, esse tipo de erro era ainda mais comum.

Vale salientar, entretanto, que a Sefaz é tolerante com horários que divergem por no máximo cinco minutos. Qualquer intervalo além disso já é motivo para que ocorra a Rejeição 703.

Qual a importância de resolver a Rejeição 703?

A manifestação da Rejeição 703, como de qualquer outra, pode gerar atrasos que dificultam a conclusão da negociação comercial e seu registro junto à autoridade fiscal competente (no caso, a Sefaz).

Além de exigir todo um retrabalho na conferência de dados para a emissão de um novo documento, a demora na solução desse problema pode interromper a dinâmica de vendas do seu negócio ou até levarem transações, que a priori estavam garantidas, a serem suspensas.

Por exemplo, as empresas que atuam com o funil de vendas B2B (business to business) que fazem parcerias e transações com outros CNPJs sabem da dificuldade de concluir negócios nessa modalidade de comércio.  

Isso acontece, principalmente, em virtude do ticket médio alto das compras e da dificuldade de encontrar um parceiro que supra suas necessidades com qualidade. 

Rejeição 703: como resolver?

Portanto, se no cotidiano da empresa você se deparar com a Rejeição 703, como resolver essa situação? A resposta é muito simples!

Basta acessar o espaço conferido à data-hora de emissão e repetir o processo agora com os dados corretos e que respeitem, pelo menos, os cinco minutos de tolerância após o recebimento previsto pela Secretaria da Fazenda do seu Estado.

Vale também checar se o GMT do campo de preenchimento está de acordo com o fuso-horário do seu Estado para que o erro não se repita novamente e você tenha que repetir o processo.

Por fim, conferido horário, basta enviar a documentação novamente que a nota fiscal deverá ser devidamente formalizada.

Como a automatização pode ajudar a evitar rejeições da Sefaz?

Não só para resolver esse tipo de problema, mas também para prevenir todo e qualquer outro tipo de rejeição do sistema da Sefaz na emissão da nota, muitas empresas investem  em plataformas e APIs de inteligência de dados para automatizar toda a gestão fiscal da organização.

Nesse contexto, a ferramenta de consulta da NFE.IO permite que você tenha acesso de forma automatizada e em tempo real ao principais dados fiscais de parceiros B2B, como:

  • registro no Simples Nacional;
  • número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • número e status da Inscrição Estadual.

Dessa forma, a gestão fiscal do seu negócio dispõe de todos os recursos necessários para avaliar as questões tributárias dos seus clientes, além de aumentar a eficiência do preenchimento dos campos de nota fiscal com menor chance de erros e mais agilidade.

Afinal, uma ferramenta de automação como essa consegue aliar mais velocidade e segurança aos processos internos do que os trabalhos manuais e humanos, que são mais suscetíveis a erros.

Ficou interessado em ter o API da NFE.IO para dar mais agilidade e confiabilidade aos processos fiscais? Então solicite contato agora mesmo de um dos nossos especialistas!

Quero automatizar emissão de notas

Gostou do conteúdo? Tiramos todas as suas dúvidas sobre a Rejeição 703 – Data-hora de emissão posterior ao horário de recebimento? Esperamos que sim! 

Para se manter informado sobre gestão fiscal e tributária da sua empresa, fique de olho em todas as novidades do blog da NFE.IO

Obrigado pela atenção e até a próxima!


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x