Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Tipos de risco financeiro: os 4 principais que merecem a sua atenção e como evitá-los

Conheça os 4 principais tipos de risco financeiro [crédito, liquidez, mercado e operacional] e como gerenciá-los para evitar prejuízos.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Você sabe quais são os principais tipos de risco financeiro aos quais uma empresa está sujeita?

Todo negócio está sujeito a riscos, mas isso não significa que você não pode se precaver a eles, fazendo gestão de riscos!

Entender os riscos que rondam o seu negócio é fundamental para que você possa se preparar caso eles se concretizem, minimizando ao máximo as consequências negativas.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com os 4 principais tipos de risco financeiro que merecem a sua atenção.

Continue a leitura para saber quais são eles e de que maneira você pode gerenciá-los.

Leia também: Entenda o risco de inadimplência e saiba quais as vantagens de manter as contas em dia

4 tipos de risco financeiro

1 – Risco de crédito

O risco de crédito, considerado um dos mais comuns, se refere à possibilidade de a empresa não receber seus valores devidos de algum empréstimo ou quando o pagamento de alguma mercadoria não é efetuado na data combinada.

Muitas empresas que aceitam boletos bancários como forma de pagamento estão mais suscetíveis ao risco de crédito. Isso porque o cliente, após ter acesso ao seu produto, pode não efetuar o pagamento do boleto gerado.

Nesse caso, é fundamental que a entrega do produto ou liberação do serviço seja feita após a confirmação do pagamento.

O risco de crédito também tem aplica quando a empresa precisa recorrer a um empréstimo para financiar algum investimento em infraestrutura, por exemplo, ou quando há necessidade de negociar um prazo para pagar as mercadorias junto aos fornecedores.

Quanto maior for o risco de crédito da sua empresa, maiores serão os juros. Por isso, busque desenvolver uma reputação positiva com bancos, credores e fornecedores.

Fique de olha: Como montar uma planilha de controle de inadimplência? Confira 4 passos para iniciar o controle na sua empresa!

2 – Risco de liquidez

Em linhas gerais, podemos definir a liquidez como a capacidade que determinado patrimônio tem de ser convertido em dinheiro imediato. Alguns bens podem ser convertidos rapidamente, enquanto outros costumam demorar um pouco mais.

No caso do risco de liquidez, estamos nos referindo à capacidade que a empresa tem de converter seus ativos em dinheiro vivo quando necessário. Quanto maior a liquidez, menor será o risco de a empresa não conseguir cumprir suas obrigações financeiras, como o pagamento de credores e dos dividendos entre os sócios e investidores.

Geralmente, o risco de liquidez está atrelado à gestão do capital de giro da empresa, que funciona como uma reserva de dinheiro imediatamente disponível para arcar com os custos do negócio e mantê-lo funcionando.

Confira abaixo um vídeo do Sebrae explicando como você pode gerenciar melhor o seu capital de giro e minimizar o risco de liquidez:

Saiba mais: Indicadores de capital de giro: a análise que te permitirá manter uma empresa sempre saudável

3 – Risco de mercado

Dando continuidade à nossa lista de tipos de risco financeiro, temos aquele relacionado ao mercado.

Oscilações de preços entre os fornecedores, flutuação do câmbio, cotações na bolsa de valores e preço de commodities são alguns dos fatores atrelados ao risco de mercado.

Esse tipo de risco se refere à possibilidade de a empresa apresentar resultados negativos devido a variações no mercado do qual o negócio faz parte.

O surgimento de novos concorrentes com preços mais acessíveis é um tipo de risco de mercado. Da mesma forma, a variação no preço do dólar é um risco de mercado para empresas que comercializam produtos importados ou que compram matéria-prima que vem do exterior.

4 – Risco operacional

Finalizando nossos 4 tipos de risco financeiro, temos o risco operacional.

Ele se refere ao risco de prejuízo que uma empresa corre em relação a suas operações diárias. Ou seja, funcionários mal treinados, maquinário obsoleto, sistemas ineficientes e condições de trabalho precárias são exemplos de fatores de risco operacional e que podem custar caro aos cofres da empresa.

Tendo isso em vista, busque identificar fragilidades e implementar melhorias em tudo que diz respeito ao aspecto operacional do seu negócio. Quando a operação vai bem, com todos os processos fluindo corretamente, diminui-se de maneira significativa os riscos de você perder dinheiro por conta disso.

Este post também pode interessar a você: Tudo sobre departamento fiscal e confira 5 dicas para melhorar sua gestão

Quer conhecer mais alguns tipos de risco financeiro? Então, dê uma olhada neste vídeo da PI Investimentos:

Ficou claro quais são os principais tipos de risco financeiro?

Lembre-se de que a análise de riscos financeiros é uma prática essencial para garantir a sustentabilidade de um negócio.

Portanto, fique atento aos riscos que rondam a sua empresa e busque mantê-los sempre sob controle.

Diminua erros e ganhe tempo com um gerenciador de notas fiscais

Com um software de gestão de notas fiscais você diminui erros e ganha tempo, por isso, é muito importante contar com eles.

Além disso, uma boa ferramenta de emissão de notas ficais como o NFe.io pode trazer diversas outras vantagens:

  • Painel de controle intuitivo, assim você sabe tudo que faturou, quando, para quem, etc;
  • Cálculo automático dos impostos, dessa forma não há erros!
  • Agilidade, porque os arquivos XML e HTML são gerados e enviados automaticamente aos clientes por e-mail;
  • Economia, pois dá desconto no certificado digital;;Você pode usar mais de uma empresa em sua conta, o que permite até usar o modo de revenda;
  • Reenvio de notas automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Fácil de integrar via API com outros sistemas, como seu financeiro, por exemplo.

Por isso, marque agora mesmo uma conversa com a gente!

Leia também: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.