Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

O que é planejamento tributário fiscal? Descubra e veja como implantar em sua empresa

Descomplicamos a contabilidade da sua empresa. Veja aqui o que é planejamento tributário fiscal e como ele favorece sua empresa.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Toda vez que você recebe os DARFs e outros documentos referentes a obrigações fiscais, toma uma susto?

Fica pensando: – Onde vou arrumar recursos para pagar isso?

Se este é seu caso, está mais do que na hora de implantar o planejamento fiscal em seu negócio.

Na verdade, planejar é sempre uma boa estratégia para não passar aperto e estar preparado para adversidades.

Mas será que sua empresa pode fazer alguma coisa em relação aos impostos que tem que pagar? Você vai descobrir agora o que é planejamento tributário fiscal e como ele é fundamental na economia de gastos!

A complexidade das cargas tributárias que incidem sobre as empresas no Brasil é mesmo uma dor de cabeça. E quando você não tomar as decisões mais acertadas, pode pagar altas taxas de impostos sem necessidade.

É por isso que é fundamental contar com a ajuda de um profissional contábil para auxiliar nessas questões.

Só que, apesar da presença do contador, a presença do dono é importante no processo tributário. E se você não entende nada de contabilidade, preparamos esse artigo para explicar as principais questões.

Acompanhe!

Veja também: Impostos sobre nota fiscal: quais são eles?

Mas afinal, o que é planejamento tributário fiscal?

O planejamento tributário fiscal é um conjunto de ações que têm como objetivo diminuir o valor de tributos pagos.

É possível conseguir isso quando você tem uma total visão sobre o que é sua empresa e suas atividades. Com essas informações e conhecendo as obrigações fiscais e os tipos de regime tributário, o planejamento é uma ferramenta para:

  • evitar a incidência do imposto
  • evitar o fato gerador da obrigação tributária
  • reduzir o montante
  • adiar o ônus tributário.

Mas isso não é sonegação de imposto?

Não!  A sonegação de impostos, ou seja, deixar de pagar impostos ou omitir informações para não ser taxado é realmente fraude. E viola totalmente a lei fiscal.

No planejamento tributário fiscal a fraude não ocorre, pois as ações são respaldadas pela lei. Parece difícil entender, mas é bem simples.

O planejamento tributário busca meios legais para estruturar seu negócio da forma mais adequada. Buscando diminuir os custos, inclusive em relação aos impostos.

Não há a menor intenção de burlar, descumprir a lei ou sonegar impostos. Apenas diminuir, de forma legal, os custos tributários da empresa.

A linha entre a elisão fiscal e a sonegação é bem tênue. Por isso, conte com ajuda de profissionais para realizar o planejamento tributário da sua empresa.

Saiba mais: Entenda o que é gestão fiscal e confira dicas para usar em seu negócio

Quais são os diferentes tipos de planejamento tributário?

Agora que você já sabe o que é planejamento tributário fiscal, vamos explicar os diferentes tipos de abordagem:

1- Operacional

É considerado o planejamento mais básico, fundamentado na antecipação dos pagamentos para gerar economia.

Nesse modelo utiliza-se o que é a lei prescreve para aquele tipo de negócio com o objetivo de cumprir, adequadamente, as obrigações fiscais. Inclui a adoção da correta escrituração e o pagamento dos tributos dentro dos prazos estabelecido.

Com a rotina de obrigações bem estabelecida dentro da empresa, a redução do gasto com tributos ocorre com o pagamento antecipado das obrigações.

Para isso, são estabelecidas as responsabilidades de cada pessoa envolvida no processo, as tarefas e os recursos a serem utilizados. Normalmente é elaborado para um período curto, de 3 a 6 meses. E é preciso que todas as ações sejam desenvolvidas dentro do período estabelecido.

2- Estratégico

Ao contrário do período curto estabelecido no planejamento operacional, aqui os propósitos são definidos para benefícios a longo prazo. Ou seja, contribui para projetar o futuro da empresa e ajuda a definir visão, missão e valores do negócio.

Normalmente, esse período mais longo compreende a margem de 5 a 10 anos. Por esse motivo, ele não tem muitos detalhes e necessita de constantes revisões para que não se torne obsoleto.

Para elaborar esse planejamento, devem ser considerados tanto fatores internos, quanto os fatores externos, como por exemplo:

  • ramo de atividade
  • visão (onde se quer chegar),
  • missão (a razão de ser e existir do negócio)
  • valores (princípios éticos que norteiam as atividades da empresa)
  • estrutura de capital
  • localização
  • modelo de contratação de recursos humanos
  • entre outros fatores.

Realizado, preferencialmente por proprietários e alta gerência, é durante o planejamento estratégico que se decide o regime tributário mais adequado.

Fator que vai impactar, diretamente, toda a gestão contábil da empresa e guiar o andamento do planejamento operacional.

3. Tático

Podemos dizer que é o meio termo entre os dois anteriores, pois os objetivos as projetados em médio prazo. Normalmente elaborado para cumprir metas de 1 a 3 anos.

Utiliza-se a mesma visão global do planejamento estratégico, porém focado em áreas e departamentos da empresa. E não nela como um todo.

Dessa forma, cada setor do negócio ganha seu próprio planejamento e definição de ações para garantir o alcance dos objetivos e metas traçados pelo planejamento estratégico.

Confira este infográfico que resume as diferentes abordagens do planejamento fiscal:

o que é planejamento tributário fiscal

Fonte: Quirius

O planejamento tributário é realmente importante para a empresa?

Agora ficou fácil responder essa pergunta! Mais do que cumprir as obrigações e reduzir impostos tributários, estamos falando de fazer a empresa crescer.

Os três tipos de planejamento se diferem entre si, mas todos são igualmente fundamentais dentro de uma organização. E interagem entre si, isso é muito importante de se entender.

De uma forma resumida, o planejamento tributário estratégico é o centro de todas as ações da empresa. Nele é definido o regime tributário que vai nortear o planejamento operacional. Ao mesmo tempo, se define aonde a empresa quer chegar, metas que norteiam as ações de cada departamento, que serão definidas no planejamento tático.

Se antes você tinha uma visão geral sobre o que é planejamento tributário fiscal, nesse momento você sabe como cada etapa impacta diretamente nos resultados do seu negócio.

Você ainda tem alguma dúvida sobre o que é planejamento tributário fiscal? Ou como fazer um na sua empresa? Entre em contato com a gente!

Confira em nosso blog: Conheça as 5 etapas do planejamento financeiro empresarial e mantenha seu caixa sempre positivo

Use um gerenciador de notas fiscais para agilizar seu planejamento

Fazer o cálculo dos impostos e a emissão automática de suas notas fiscais já é uma grande ventagem que um gerenciador de notas fiscais traz para seu negócio.

Mas com o NFe.io você tem ainda mais vantagens:

  • Um painel de controle com os dados mensais de faturamento
  • A possibilidade de emitir notas para mais de uma prefeitura e para diferentes CNPJs
  • Consultas automatizadas à CPF e CNPJ
  • Desconto no certificado digital

Veja mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io 

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.