Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Contabilidade para e-commerce: 7 dicas essenciais para manter a saúde financeira do seu negócio

Confira 6 ótimas dicas de contabilidade para e-commerce e saiba quais boas práticas seguir para manter a saúde financeira do seu negócio.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Quer abrir um e-commerce? Teve uma ideia de um negócio próprio online e quer lucrar vendendo pela internet?

Pois saiba que para ter sucesso no e-commerce é preciso muito mais que uma boa ideia e trabalho duro!

Existe uma série de procedimentos que você precisa estar atento. Por exemplo, abrir um CNPJ e tratar das obrigações fiscais do seu empreendimento online.

Por isso tudo, a contabilidade para e-commerce é extremamente importante para que você, dono de uma loja virtual, mantenha-se em dia com suas obrigações fiscais e evite pagar impostos além do necessário

A contabilidade também serve para orientar o empreendedor em relação a investimentos, controle financeiro e a outras tomadas de decisão sobre o negócio.

Assim, tendo isso em vista, elaboramos este artigo com 6 dicas essenciais de contabilidade para e-commerce.

Por isso, continue a leitura e saiba quais boas práticas você deverá seguir para manter a saúde financeira da sua empresa.

Leia também: Saiba como otimizar seu sistema de e-commerce

7 dicas de contabilidade para e-commerce

Loja criada, gateway de pagamento escolhido, preços definidos, posicionamento da marca ajustado! Tudo pronto para começar a licrar? Calma! Nnøa esqueça da contabilidade do seu negócio!

1 – Faça a sua escrituração diária

Uma contabilidade eficiente precisa contar com o registro correto de todas as entradas e saídas do caixa da empresa. Procure fazer, diariamente, a escrituração de todas as movimentações financeiras.

Não deixe de registrar informações como data, valor do crédito ou do débito, saldo anterior e saldo atual, motivo da entrada ou da saída, etc.

Quanto mais detalhada for a sua escrituração, maior controle você terá sobre as suas contas. Assim, evita-se problemas na hora de fazer as declarações para a Receita Federal e aumenta-se a previsibilidade da receita.

2 – Faça um diagnóstico da saúde financeira do seu e-commerce

Entender como anda a saúde financeira do seu negócio é uma prática fundamental para a eficácia da sua contabilidade. Nesse sentido, é importante saber qual o seu nível de endividamento, sua margem de lucro mensal, sua média de faturamento em vendas, etc.

A partir desse diagnóstico empresarial, com base em seus registros financeiros, você poderá decidir de maneira mais assertiva sobre a necessidade de contratar funcionários, investir em novos produtos, adquirir novos empréstimos, ampliar sua cobertura geográfica e demais investimentos estratégicos.

3 – Atente-se a todos os tributos que incidem sobre seu negócio

Se a sua loja virtual realiza entregas para diferentes estados ou até mesmo para outros países, é importante que você se mantenha atualizado em relação aos diferentes impostos que podem incidir sobre suas transações comerciais.

No caso do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por exemplo, este é um imposto cuja alíquota cobrada das lojas virtuais é a do estado de origem do consumidor. E, caso você não saiba, os estados para os quais você comercializa seus produto podem ter alíquotas diferentes de ICMS.

Esta dica de contabilidade para e-commerce vale também para taxas de exportação e importação de mercadorias.

Confira algumas informações sobre os impostos de sua empresa:

Contabilidade para e-commerce Como reduzir a carga tributária de uma empresa

4 – Certifique-se de que seu regime tributário é o ideal

Existem 3 opções de regime tributário para você se enquadrar:

  • Lucro Real
  • Lucro Presumido
  • Simples Nacional

A escolha do regime tributário mais adequado é fundamental para que você não pague impostos desnecessários e possa otimizar seus custos, além de usufruir de outras vantagens fiscais.

É preciso ter muita cautela na hora de decidir sobre o regime tributário ideal para o seu modelo de negócio, pois ele pode impactar diretamente na performance do seu e-commerce.

Vale a pena dar uma olhada neste infográfico:

Contabilidade para e-commerce lucro real ou presumido

Saiba mais: Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional? Como escolher o regime tributário para sua empresa

5 – Faça um planejamento para os períodos de tributação

Quem não se planeja para os períodos de tributação e deixa tudo para última hora tende a se complicar com o Fisco. As multas previstas podem levar o seu e-commerce à falência.

Dessa forma, para evitar sonegações e erros de qualquer natureza, é importante fazer um planejamento.

Como os períodos de tributação costumam ser os mesmos, busque organizar suas notas fiscais e reserve um dinheiro para arcar com os impostos, atendo-se sempre aos prazos estabelecidos pelos órgãos fiscais.

6 – Automatize os seus processos contábeis

A nossa última dica de contabilidade para e-commerce diz respeito à automatização dos seus processos contábeis.

Ao optar por um bom software de gestão, é possível centralizar os dados mais importantes em uma única plataforma. Isso garante maior organização e otimização de tempo e de esforço.

Além disso, você pode ter acesso a relatórios automáticos que permitem entender melhor a situação contábil do seu e-commerce. Dessa forma, você passa a ter maior controle sobre suas finanças e maior assertividade nas suas tomadas de decisão.

Para automatizar processos, o primeiro passo é criar um fluxo de tarefas, o chamado workflow. Se você não sabe como fazer um, então confira essas dicas:

Contabilidade para e-commerce O que é workflow

Leia também: O que é automação de processos: definição, benefícios e 7 exemplos para se inspirar

Agora que você já sabe mais sobre contabilidade para e-commerce, não deixe de implementar as boas práticas que citamos aqui. Assim, você conseguirá atingir melhores resultados e garantir a saúde financeira da sua loja virtual.

Este post também deve interessar a você: Você sabe como contratar Correios para e-commerce? Veja o passo a passo e todas as vantagens

7- Automatize seu processo de emissão de notas fiscais

Nada pior que emitir as notas fiscais de seu e-commerce manualmente, perdendo tempo e, consequentemente, dinheiro.

Faça tudo de forma mais ágil, sem erros e, além disso, deixe sua equipe livre para se dedicar a tarefas mais importantes e menos buracráticas.

Veja o que um software de automatização de notas fiscais como o NFe.io pode fazer por sua empresa:

  • Consultas automatizadas a CPF e a CNPJ; 
  • Guardar suas notas em local seguro na nuvem  automaticamente;
  • Desconto na emissão do certificado digital;
  • Arquivos XML e HTML são gerados e enviados aos clientes por e-mail;
  • Reenvio de notas automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Emissão notas fiscais de vários CNPJs para diferentes municípios sem sair do sistema;
  • Painel de controle intuitivo;
  • Cálculo automático dos impostos.

Ficou interessado? Então, agende uma conversa agora mesmo!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.