Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Gateway de pagamento para e-commerce: O que é? Como funciona? Vale a pena mesmo?

Entenda o que é um gateway de pagamento para e-commerce, como funciona e as principais vantagens e desvantagens desse tipo de ferramenta.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Pensando em implementar um gateway de pagamento para e-commerce na sua loja virtual, mas possui pouco conhecimento sobre este assunto?

Então você está no lugar certo. Continue a leitura que explicaremos tudo o que você precisa saber.

Ao final deste artigo você estará muito bem informado para decidir sobre o uso de um gateway de pagamento no seu e-commerce.

Vem com a gente!

Leia também: O que é um gateway de pagamento e sua importância para as negociações online e off-line

O que é um gateway de pagamento para e-commerce?

O gateway de pagamento para ecommerce é um sistema responsável por conectar a sua loja, seus clientes e as instituições financeiras (bancos e bandeiras de cartões). É por meio dele que você consegue efetuar as suas vendas e receber os pagamentos.

O gateway funciona como uma maquininha de cartão de crédito. Quando o cliente entra no site da sua loja virtual, ele vai escolher os produtos que lhe interessa. Com o carrinho abastecido, o usuário então é direcionado para a página de checkout do seu site para pagar pela compra.

Quando o usuário chega a esta etapa, cabe então ao gateway receber os dados bancários e pessoais do comprador, verificar a autenticidade dos mesmos e, junto às instituições financeiras do cartão utilizado, autorizar ou não a compra.

O que é um gateway de pagamento para e-commerce?

Fonte: Wirecard

DICA: Melhores gateways de pagamento para oferecer ao seu cliente 

Como funciona um gateway de pagamento para e-commerce?

Como você pode ver na imagem acima, não há muito segredo no funcionamento de um gateway de pagamento para e-commerce.

Após coletar e armazenar os dados fornecidos pelo cliente, o gateway comunica esses dados aos adquirentes. Em seguida, é feita a verificação de saldo ou de qualquer outra restrição para a conclusão da compra.

Neste tipo de plataforma, é você quem escolhe com quais empresas financeiras a sua loja irá trabalhar. Por exemplo, é você quem decide quais bandeiras de cartões serão aceitas e de quais bancos será possível fazer débito em conta ou transferências.

Isso te dá maior poder para negociar preços mais baixos. No entanto, é preciso se atentar ao fato de que quanto mais opções de pagamento você oferecer aos seus clientes, maior será a sua chance de concretizar uma venda.

Com o gateway, é possível também que você faça integrações com outras funcionalidade no seu comércio eletrônico, como sistema antifraude e gerenciamento de cobranças.

Vale lembrar que no gateway, as taxas são cobradas por transação, sendo ela aprovada ou não.

Veja mais: Gateway de pagamento mais barato: conheça as plataformas com as menores taxas do mercado

Quais são as vantagens e desvantagens de um gateway de pagamento para e-commerce?

Agora que você já sabe o que é e como funciona um gateway de pagamento para e-commerce, vale a pena listarmos algumas vantagens e desvantagens que essa ferramenta pode oferecer.

Vantagens

Ao adotar um gateway, você poderá ter acesso a dados importantes sobre seus clientes, relatórios e gráficos para fazer análises e tomar decisões mais assertivas.

O checkout é bem transparente. O cliente não precisa ser direcionado para outra página na hora de efetuar o pagamento. Isso dá mais segurança e agilidade ao processo de compra.

É possível fazer personalizações no seu gateway, como a possibilidade de efetuar pagamentos pelo smartphone, aceitar cartões de outros países e oferecer diferentes condições de parcelamento.

Facilidade para cumprir os principais protocolos de segurança reconhecidos internacionalmente.

Desvantagens

As transações não são filtradas ativamente pelo gateway. Isso exige uma atenção maior em relação a goles e qualquer outro tipo de fraude, como clonagem de cartões e falsidade ideológica. Assim, é necessário contratar um sistema antifraude separadamente e integrá-lo ao seu gateway.

Os gateways não são indicados para lojas virtuais de pequeno ou médio porte ou que estão começando agora. Isso porque as taxas podem ser bem onerosas, tendo em vista que quanto menor o volume de venda, maiores serão as taxas.

Confira:

Exemplos de gateway de pagamento para ecommerce

Agora que você já sabe tudo sobre gateway de pagamento para e-commerce, que tal tal implementar essa solução na sua loja virtual? Procure avaliar bem as suas necessidades e a atual realidade do seu negócio antes de escolher a melhor plataforma.

Use um gerenciador de notas  fiscais em seu e-commerce

Para agilizar a emissão de notas fiscais em seu e-commerce, automatize esse processo. Assim você ganha mais tempo, segurança e produtividade.

Veja as vantagens de uma emissor de notas fiscais como o NFe,io:

Saiba mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFe.io

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.