Como calcular viabilidade de um negócio: saiba se a sua empresa tem potencial de retorno financeiro a partir de 4 indicadores

Tempo de leitura: 6 minutos

Para calcular a viabilidade financeira de um negócio é preciso verificar se as entradas de recursos vão superar os investimentos realizados ao longo de determinado período e se esse valor auferido remunera os investidores de forma satisfatória.

Mas você sabe, na prática, como calcular viabilidade de uma empresa?

Afinal, todo empreendedor que decide abrir uma empresa o faz na expectativa de que seu modelo de negócio será um sucesso e trará bons rendimentos.

Mas um erro que muitos empresários e gestores costumam cometer é não avaliar a viabilidade econômica do negócio. Não basta ter uma boa ideia; é necessário garantir que ela seja financeiramente viável.

Ao pular essa importante etapa da concepção de um modelo de negócio, o empreendedor corre grandes riscos de sair no prejuízo. A verdade é que não tem como ser um empreendedor de sucesso sem avaliar adequadamente a viabilidade de sue negócio.

Se você está pensando em abrir uma empresa, então você não pode deixar de ler este artigo.

Conhece as Métricas para Saas?

Baixe a planilha Grátis de metricas para Saas, debloqueie o potencial de crescimento de sua empresa

É grátis! Só baixar
Conheca e controle as métricas Saas
Preciso dessa planilha

Nas próximas linhas, vamos explicar como calcular viabilidade de um negócio. Continue a leitura e saiba mais dobre estes indicadores que você deve usar para saber se vale a pena investir na sua “grande ideia de um novo negócio”:

  1. Taxa Mínima de Atratividade – TMA
  2. Valor Presente Líquido – VPL
  3. Taxa Interna de Retorno – TIR
  4. Payback

Leia também: Por que um empréstimo empresarial ajuda no crescimento do seu negócio?

Como calcular viabilidade de um negócio?

Calcular viabilidade de uma empresa é uma prática indispensável para que se possa compreender se o modelo de negócio em questão tem potencial para gerar lucros e, portanto, deve ser levado adiante.

Para isso, existem 4 indicadores que precisam ser mensurados e acompanhados. Confira a seguir como calcular viabilidade de um negócio por meio desses indicadores.

1 – Taxa Mínima de Atratividade – TMA

A Taxa Mínima de Atratividade (TMA) é fundamental para se calcular viabilidade de uma empresa.

Ela se refere se refere ao percentual mínimo de retorno que se espera dos investimentos feitos para conceber o modelo de negócio.

Não existe uma fórmula específica para calcular a TMA e sua definição da TMA pode ser feita com base em diferentes parâmetros. Na maioria das vezes, utiliza-se a taxa básica de juros da nossa economia, que é a Selic.

Portanto, se a empresa não for capaz de gerar um retorno superior à taxa Selic, então não vale a pena investir nessa ideia do ponto de vista financeiro.

2 – Valor Presente Líquido – VPL

Outro indicador importante para quem quer saber como calcular viabilidade de um negócio é o Valor Presente Líquido (VPL).

Partindo do princípio de que o dinheiro de amanhã vale menos do que o dinheiro de hoje, o VPL busca “trazer” a expectativa de lucro com o modelo de negócio para os valores de hoje.

Ao calcular o VPL, é possível saber quanto que o lucro que espera receber valeria hoje; ou seja, qual seria o valor atual dos recebimentos que ainda estão por vir.

Para isso, você deverá aplicar a seguinte fórmula:

Como calcular viabilidade de um negócio

Sendo que:

  • FC0: Fluxo de Caixa no período zero, ou seja, o investimento (deve ser colocado como negativo na fórmula);
  • FCn: Fluxo de Caixa em determinado momento (mês, ano etc);
  • TMA: Taxa Mínima de Atratividade.

O resultado deve ser positivo para que a empresa seja economicamente viável.

Veja mais neste vídeo do canal Aprendendo Gestão:

3 – Taxa Interna de Retorno – TIR

A Taxa Interna de Retorno também é um importante indicador para averiguar a viabilidade econômica de uma empresa.

A TIR se refere à porcentagem de retorno que se pretende obter sobre o valor investido no modelo de negócio.

A fórmula é basicamente a mesma que citamos anteriormente. Porém, a TIR deve substituir o TMA e o resultado do VPL deve ser igual a zero.

A empresa será economicamente viável se o valor da TMA for inferior à TIR.

Separamos mais um vídeo para você, falando agora da TIR modificada, do canal Mundo Financeiro:

4 – Payback

Por fim, temos o Payback. Esse indicador mostra em quanto tempo será possível recuperar o dinheiro que você investiu na sua empresa.

O cálculo vai depender da projeção do seu fluxo de caixa mensal. Se o seu investimento inicial foi de R$ 100 mil e o seu fluxo de caixa é de R$ 10 mil por mês, em 10 meses você terá recuperado todo o valor investido.

Se o Payback for muito longo, pode não ser uma boa ideia investir no seu modelo de negócio.

Veja também: Indicadores de produto: 7 dicas para garantir o bom desempenho do seu negócio

Que ver mais alguns indicadores de desempenho financeiro? Então, confira mais 15 deles:

indicadores de desempenho financeiro

Planilha de viabilidade de uma empresa

Uma planilha de viabilidade de uma empresa pode ser bastante útil para analisar se vale a pena investir no seu modelo de negócio.

Com esse tipo de ferramenta, é possível fazer cálculos complexos de maneira simples e automática. Assim, ao adotar uma planilha de viabilidade de uma empresa, você não perde tempo resolvendo fórmulas à mão.

Bom, ficou claro como calcular viabilidade de um negócio? Faça uso dos indicadores e da planilha que citamos aqui e tenha mais certeza se a sua ideia tem um bom potencial de retorno financeiro.

Veja mais: Indicadores de risco financeiro: 7 opções para orientar as tomadas de decisão do seu negócio

Com a API de NFES do NFE.io você não apenas emite, mas também controla e gerencia suas notas ficais.

Quer receber todas as notas fiscais emitidas contra seu CNPJ?

Nosso sistema busca nacionalmente todas as notas fiscais emitidas contra o seu CNPJ!

Receba suas NF-es automaticamente!
Use apenas o seu certificado digital
Teste agora

Veja só algumas de suas funcionalidades:

  • Painel de controle intuitivo, dessa forma, você tem todos os dados rapidamente;
  • Cálculo automático dos impostos, chega de erros;
  • Os arquivos XML e HTML são gerados e enviados aos clientes por e-mail;
  • Reenvio de notas automático caso o site da prefeitura esteja fora do ar;
  • Você pode usar mais de uma empresa em sua conta, assim, permite até usar o modo de revenda;
  • Faz consultas automatizadas a CPF e a CNPJ;
  • Guarda suas notas em local seguro na nuvem automaticamente;
  • Dá desconto no certificado digital.

Leia mais: Gerenciador de nota fiscal eletrônica: conheça o NFE.io


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x