Giro de estoque: o que é e como calcular!

Tempo de leitura: 7 minutos

O giro de estoque √© um indicador que tem uma grande import√Ęncia n√£o s√≥ para o departamento de armazenagem e log√≠stica, como tamb√©m para o departamento financeiro.

Ele deve ser aplicado em qualquer empresa de qualquer segmento que trabalhe com a necessidade de se ter estoques, seja ele de matéria-prima ou até mesmo de produto acabado.

Um dos seus grandes objetivos é garantir uma maior eficiência para a organização, evitando a ociosidade de produtos, e assegurando que tudo o que está sendo produzido e comprado realmente é vendido.

Precisa validar muitas notas fiscais?

Consulte em massa todas as notas fiscais de produto emitidas no Brasil!

Teste agora

Neste artigo, vamos mostrar mais a fundo o que é esse indicador, como é feito o seu cálculo, e fornecer algumas dicas para você gerenciar o estoque de forma eficiente. Boa leitura!

O que é o giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador que mede quantas vezes as mercadorias produzidas e estocadas foram vendidas e repostas em um determinado período. Logo quanto maior for esse indicador, mais eficiente está sendo a produção e vendas de uma empresa.

Nesse sentido, o cenário ideal que deve ser perseguido por qualquer organização é que o estoque não tenha mercadorias em excesso, e por essa razão tenha um giro alto, ou seja, uma rotatividade ainda maior.

Ao medir esse indicador, a empresa pode avaliar se está tendo um aumento ou diminuição no giro de estoque e, então, adotar estratégias como a troca de mercadorias, redução de preços e até mesmo capacidade de produção para mudar o cenário.

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque é muito simples e consiste em dividir o total de vendas de uma empresa pelo volume médio do estoque. O resultado será quantas vezes aquele estoque girou no período. A fórmula para o seu cálculo é:

  • Giro de estoque = total de vendas / volume m√©dio do estoque.

Para facilitar vamos exemplificar. Imagine um supermercado que tenha em seu estoque o total de 1 mil latas de achocolatado. Considere que durante o período de 1 mês foram vendidas 2 mil latas do produto. O Giro de estoque será:

  • Giro de estoque = 2.000 / 1.000 = 2

Isso quer dizer que o estoque girou duas vezes durante o período mensal. Quando a organização tem muitos tipos de produto, ela pode usar o valor de compra para se fazer esse cálculo.

Calculando o estoque pelo valor de compra

No caso do valor de compra, a empresa pode somar todo o custo do estoque e as vendas no período considerando o preço de custo dele para se encontrar o indicador.

Lembrando que, mesmo sendo usados nesse caso valores monetários ao invés de unidades, o resultado será sempre em quantidade de giros. Vamos ao exemplo.

Considere que o supermercado em quest√£o tenha um estoque total de R$ 10 mil e que o volume de vendas anual dele seja de R$ 30 mil. Logo, o Giro de estoque ser√°:

  • Giro de Estoque = R$ 30 mil / R$ 10 mil = 3

Nesse exemplo, o estoque girou 3 vezes durante o ano. Para saber se o valor é bom ou ruim, é preciso compará-lo com as empresas líderes do seu segmento.

Tempo médio de estocagem

Por meio do giro de estoque, é possível descobrir o tempo médio que a mercadoria fica parada dentro da empresa, para isso basta aplicar a fórmula:

Nota fiscal emitida em massa via excel?

Na NFE.io você conta com emissão de notas fiscais de serviço em massa via Excel. O que acha?

Experimente gratuitamente!
  • Tempo m√©dio de estocagem = dias do per√≠odo / n√ļmero de giros

Imagine que neste cálculos queremos saber qual é o tempo médio de estocagem do exemplo acima durante o ano, ou seja, 365 dias. Vimos que houve 3 giros de estoque no período. Logo o tempo de estocagem é:

  • Tempo de estocagem = 365 / 3 = 121,67 dias

Aproximando esse valor, conclu√≠mos que o tempo m√©dio para reposi√ß√£o do estoque √© de 122 dias. Com esses n√ļmeros em m√£os fica mais f√°cil adotar estrat√©gias para controlar o estoque.

Embora não exista um valor ideal de giro de estoque, é sempre bom comparar o indicador com os principais players do mercado para avaliar a sua eficiência.

Leia também:

4 dicas para gerenciar o giro de estoque

Agora que já mostramos o que é o giro de estoque, e como ele é importante para garantir mais eficiência financeira e logística para seu negócio, vamos mostrar abaixo 4 dicas para você gerenciar seu estoque com eficiência.

1. Acompanhe as vendas individuais

Se você optar em fazer o cálculo usando o valor de compra do giro para acompanhar o índice, é possível não ter uma noção exata do que está acontecendo.

Por exemplo, imagine que você venda 10 tipos de produto, porém 2 deles estão demorando mais para vender. Logo, o indicador vai começar a piorar, ou seja, haverá menos giro do estoque em um período.

Portanto, para tomar uma decisão certeira é preciso acompanhar as vendas de produto por produto para saber quais deles estão com pior desempenho e consequentemente impactando o giro de estoque.

2. Faça um inventário do estoque

A melhor maneira para entender o que está fazendo o estoque girar de forma mais lenta é fazer um inventário para saber quais são os itens que você possui no estoque.

Quando se tem um inventário eficiente, é possível inclusive criar um índice de giro de estoque produto por produto e assim ampliar a estratégia do seu negócio.

Nesse caso, você pode observar um produto que está vendendo pouco, e então aproveitar e fazer uma promoção dele para melhorar o giro de estoque e depois investir o dinheiro em outros produtos com rotatividade maior.

3. Amplie a rotatividade

Ampliar a rotatividade é fundamental para ter um melhor desempenho do seu estoque. Para isso, é preciso saber quais são os itens que estão com uma venda mais lenta.

Ao atacar diretamente os itens que estão fazendo o seu giro ser mais lento, você consegue melhorar a necessidade de capital de giro do seu negócio e ampliar a eficiência da compra e produção.

Portanto, um dos maiores objetivos acerca do giro de estoque é tentar ampliar a sua rotatividade ao máximo, conhecendo a fundo os itens que estão impactando negativamente no índice.

4. Automatize a gest√£o do estoque

Por fim, a automatização do giro de estoque é crucial para que você melhore o desempenho do seu negócio. Tente imaginar um estoque que tenha 3 mil tipos de produtos. Fazer toda a gestão manual é bastante complicado.

Nesse caso, é crucial ter um sistema ERP que faça a integração do estoque com o departamento financeiro, ao mesmo tempo em que emita a nota fiscal e realize o cálculo para o pagamento de impostos.

Tudo isso traz mais eficiência para a empresa, bem como um melhor acompanhamento do desempenho do estoque. E se você está em busca de um software para automatizar a emissão de nota fiscal do seu negócio, visite nosso site e conheça nossa solução.

A NFE.io possui um software que automatiza toda a emissão de notas fiscais da sua empresa, garantindo mais agilidade, eficiência e controle no seu dia a dia.


Quer receber mais conte√ļdo de gra√ßa?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu coment√°rio abaixo. O seu e-mail n√£o ser√° divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Est√° cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x