Aprenda como calcular imposto lucro real 2022

Tempo de leitura: 6 minutos

Lucro real é um dos 3 regimes tributários disponíveis para pagamentos de tributos no Brasil. Neste regime, os cálculos do valor a pagar são feitos com base no lucro líquido real da empresa, não em estimativas.

Outro dia falamos com detalhes sobre os impostos na nota fiscal de serviços para quem se enquadra no Lucro Presumido.

Como sabemos, o cálculo de impostos varia de acordo com o regime tributário da empresa.

Hoje vamos explicar como calcular imposto lucro real, ou seja, para empresas que optam no início do ano pelo regime do Lucro Real.

Ainda não sabe como? Então descubra com a gente! E veja também  detalhes sobre os 4 principais tributos que você deve pagar:

  • IRPJ: 15% + 10% aplicado sobre diferença quando ultrapassa o valor estipulado
  • CSLL: 9%
  • PIS/PASEP: 1,65%
  • COFINS: 7,6%

Saiba mais: Será que você sabe tudo sobre imposto de notas fiscais? Veja todos os detalhes!

Quer receber todas as notas fiscais emitidas contra seu CNPJ?

Nosso sistema busca nacionalmente todas as notas fiscais emitidas contra o seu CNPJ!

Receba suas NF-es automaticamente!
Use apenas o seu certificado digital
Teste agora

Primeiro: o que é o lucro real?

Antes de mais nada, você sabe o que é o lucro real? O regime tributário é um dos três disponíveis para as empresas no Brasil.

Dependendo da atividade da empresa, seus custos, despesas e margens de lucro, você acaba optando pelo lucro real. Para saber qual optar, claro, é preciso de uma análise tributária profunda que reúna todas essas informações.

Há também o caso de empresas que obrigatoriamente precisam adotar o lucro real. Um exemplo seria aquela que fatura R$ 78 milhões ou mais ou, então, que atua em atividades do setor financeiro.

Em outros casos, mesmo sem obrigatoriedade, algumas empresas escolhem o regime. Alguns contadores costumam recomendá-lo quando o lucro da empresa fica abaixo de 32% das receitas. A tributação, muitas vezes, acaba sendo menor do que no Lucro Presumido, por exemplo.

Outro destaque é a isenção do pagamento de tributos para empresas do lucro real que registraram prejuízos.

Neste momento, o que você precisa saber é que os impostos pagos ao governo nesta modalidade acabam sendo calculados com base no lucro líquido da companhia.

O que significa a soma das receitas subtraída pelos custos e despesas, que define o lucro real, como seu nome indica.

Veja também: Conheça os 3 tipos de planejamento tributário e dê início à redução de impostos com estas 8 dicas!

Como calcular imposto lucro real

Para entender como calcular imposto lucro real, você precisa primeiro descobrir o lucro atingido pela sua empresa.

Os impostos podem ser pagos trimestralmente, semestralmente ou anualmente, portanto faça os cálculos com base em um dos períodos que definir. Veja abaixo alguns impostos e os detalhes sobre como calcular imposto lucro real.

IRPJ

As alíquotas para pagar o Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ) são de 15% sobre o lucro e 10% sobre o adicional, caso ultrapasse o valor de R$ 20 mil por mês.

Exemplo:

  • Lucro de R$ 30.000
  • IRPJ (15%) = R$ 4.500
  • Adicional (10%) = R$ 1.000
  • Total = R$ 5.500

CSLL

Já a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) é de 9% sobre o lucro real.

Exemplo:

  • Lucro de R$ 30.000
  • CSLL (9%) = R$ 2.700
  • Total = R$ 2.700

Os exemplos acima mostram exatamente como calcular imposto no lucro real. O que significa que, com IRPJ e CSLL, o valor total de impostos a ser pago obrigatoriamente foi de R$ 8.200.

Importante saber que ambos os tributos incidem sobre o lucro líquido do período-base, antes da provisão para o Imposto de Renda (IR).

Existem ainda outros impostos, como PIS e COFINS. Você pode conferir mais informações abaixo.

PIS/PASEP

O recolhimento do Programa de Integração Social (PIS) tem a alíquota de 1,65% definida para empresas do lucro real.

Quando não se trata de uma empresa privada regida pela CLT e sim servidores públicos, esse imposto é chamado de Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP).

COFINS

Assim como no PIS, a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) também tem uma alíquota definida nesse regime.

O total é de 7,6% no regime não cumulativo. Importante destacar que é possível aproveitar os créditos para comprar mercadorias e serviços, por exemplo.

Geralmente essas são as alíquotas de PIS e COFINS para o lucro real, mas vale destacar que, em alguns casos, dependendo da atividade do negócio, a alíquota pode ser um pouco inferior, assim como acontece no lucro presumido. Ou seja, 0,65% no PIS e 3% para COFINS.

Para tirar a dúvida, você precisará consultar um profissional da área para verificar como sua empresa se encaixa nesse regime tributário.

Confira também em nosso blog: Quais são os impostos na nota fiscal de serviços Lucro Presumido? Veja todos eles e como calcular!

Precisa validar muitas notas fiscais?

Consulte muito rádipo qualquer nota fiscal de produto emitida no Brasil!

Faça um teste!
Você só precisa da chave da nota!
Teste agora

Conclusão: confira um resumo de tudo que vimos!

Em resumo, a empresa optante pelo lucro real precisa pagar pelo menos quatro impostos obrigatórios:

  • IRPJ: 15% + 10% aplicado sobre diferença quando ultrapassa o valor estipulado
  • CSLL: 9%
  • PIS/PASEP: 1,65%
  • COFINS: 7,6%

Todas as alíquotas mencionadas acima são cobradas em cima do lucro líquido. O que seria o total das receitas menos o total das despesas dedutíveis.

Vamos para um rápido comparativo com o Lucro Presumido, cujas alíquotas ficam em:

  • IRPJ: 15% sobre lucro presumido, sendo 8% para indústria, 16% para transportes de passageiros e 32% para prestadoras de serviços
  • CSLL: 2,88% ou 1,08% sobre faturamento total
  • PIS/PASEP: 0,65% sobre faturamento total
  • COFINS: 3% sobre faturamento total

Aprendeu como calcular imposto lucro real?

De toda forma, se está em dúvida sobre qual regime adotar para sua empresa e como ficariam os cálculos na prática, é importante consultar um profissional da área tributária para te ajudar nessa escolha.

Ainda assim, acompanhe nossos textos para saber tudo sobre impostos e notas fiscais obrigatórias da sua empresa!

Veja também esta ilustração:

Leia mais: Impostos sobre nota fiscal: quais são eles?

Automatize a emissão de notas fiscais e o cálculo dos impostos!

Quem deseja fazer uma boa gestão empresarial precisa estar atento a todos os detalhes.

E o uso de ferramentas de produtividade automatizadas é um fator importante.

Usando um gerenciador de notas fiscais como NFE.io você poderá emitir, calcular, gerar os arquivos XML e HTML e enviar para seus clientes por e-mail, tudo automaticamente.

O NFE.io disponibiliza um painel de controle com seus dados de faturamento, e emite notas de diferentes CNPJs para várias prefeituras, tudo na mesma interface e sem sair do sistema!

Conheça Agora o NFE.io!

Você também poderá receber desconto na emissão do certificado digital!

Está cansado de emitir nota fiscal uma a uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

Quer se livrar destas tarefas?
Resolva em 4 passos simples!
Quero otimizar meu tempo


Quer receber mais conteúdo de graça?

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de empreendedorismo.

Comente

Deixe seu comentário abaixo. O seu e-mail não será divulgado.


Salvar meu nome e e-mail para os meus próximos comentários.
Ao clicar em comentar, você declara que aceita a nossa política de privacidade.

Está cansado de emitir as notas fiscais da sua empresa uma por uma?

Sabemos que é um processo muito chato e repetitivo. Você não precisa mais gastar tempo com isso, sabia ?

QUERO GANHAR TEMPO
x