Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

Como saber se um site é seguro e confiável?

Não caia em ciladas! Preste atenção a URL, veja se tem HTPPS e outras dicas para saber se um site é seguro e confiável.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

O roubo de senhas e possíveis fraudes envolvendo sites, especialmente aqueles voltados para o e-commerce, faz tanto os empreendedores quanto os usuários darem atenção para um detalhe básico: a segurança digital.

Em se tratando de lojas virtuais, algumas empresas de hospedagem, por exemplo, oferecem planos de hospedagem que, além de disponibilizarem mais capacidade de armazenamento e espaço em disco, também trazem o certificado SSL.

Além do certificado SSL, uma empresa de hospedagem pode contribuir bastante para tornar qualquer site mais seguro e estável a partir de recursos e ferramentas de segurança digital. 

Obter o certificado SSL é uma das prioridades quando o assunto são sites de e-commerce, bancos e de empresas em geral. Esses protocolos protegem os sites por meio de criptografia.

No caso de uma loja virtual, por exemplo, esse sistema de criptografia impede a ação de hackers que tentam roubar senhas e números de cartões dos clientes.

Também não custa salientar que o certificado SSL é útil para otimizar o SEO de um site, pois o torna relevante e, com isso, contribui para melhorar o posicionamento dele nas páginas de resultado do Google.

Um pouquinho de desconfiança não faz mal a ninguém

Contudo, é óbvio que a presença do certificado SSL é um bom requisito para averiguar se o site que você encontrou é digno de confiança. Porém, é relevante saber que existem outros aspectos que também devem ser levados em consideração.

Por isso, é importante ter cautela ao acessar um site suspeito e ficar com um pé atrás antes de compartilhar números do seu cartão, CPF, bem como outros dados importantes. 

Sendo assim, confira a seguir algumas dicas importantes para saber se um site é seguro e confiável. 

Preste atenção na URL

A URL, sigla em inglês para Uniform Recurse Locator, é um endereço virtual com um caminho que aponta onde está o endereço do site que o usuário está procurando na web. A URL pode ser tanto um arquivo, uma página ou um site.

No caso de um site, antes de efetuar o clique em um link que você encontrou na web, veja para onde esse link vai conduzir você. Para fazer isso você apenas pousa o ponteiro do mouse sobre o link para verificar realmente qual é a URL ao qual o site está relacionado.

Basta apenas pairar o ponteiro do mouse sobre o link acima, mas não efetuar nenhum clique. Desse modo, você irá visualizar a URL do site no canto inferior esquerdo do seu navegador.

Além disso, é importante averiguar também se as URLs estão escritas de maneira correta. É comum, na pressa, que o usuário apenas passe os olhos sobre o texto sem prestar muita atenção. 

Sendo assim, os criminosos digitais se aproveitam desse descuido e substituem caracteres parecidos e fáceis de enganar. Um exemplo disso pode ser “Yaho0.com” substituindo o correto “Yahoo.com”. 

Ao clicar em um link assim você disponibiliza involuntariamente as suas senhas, os números de cartão de crédito e outros documentos sigilosos.

Veja se há HTTPS

O HTTP (Hypertext Transfer Protocol) consiste no protocolo básico para o envio de dados entre o seu navegador web e os sites que foram visitados. Já HTTPS é apenas sua versão segura, pois o “S”, nesse caso, significa “seguro”.

O HTTPS é normalmente utilizado para a realização transações bancárias e compras feitas online, pois ele codifica as suas comunicações para impedir que cibercriminosos possam acessar informações importantes, como seus números de cartão de crédito e senhas.

Para o usuário saber se um site utiliza HTTPS basta verificar se há um cadeado verde na barra do seu navegador. Se o cadeado estiver lá, você estará apto a saber que o site acessado utiliza o certificado digital SSL de confiança.

No entanto, essa nem sempre é a saída ideal. Lembre-se que alguns cibercriminosos mais ousados podem utilizar HTTPS para parecerem reais. Porém, guarde essa dica para a sua vida: caso um site não possua o cadeado, não insira sua senha ou outro número importante.

Faça a consulta Whois

Se você deseja saber quem é o responsável por um site que você encontrou, efetue uma consulta de “whois”. O termo vem do inglês “who is” e significa “quem é”.

Por meio dele você está apto a descobrir o proprietário do domínio, bem como onde e quando o site foi registrado, além também de ficar a par de informações de contato.

Tenha ferramentas de segurança

A utilização de um bom antivírus aumenta a sua segurança enquanto navega na web. Sendo assim, há alternativas bem conhecidas hoje em dia, como, por exemplo, o AVG e o 360 Total Security.

Falando em segurança, também é possível mencionar as ferramentas de segurança presentes nos navegadores. Firefox, Google Chrome, Edge, Safari e outros conhecidos contam com tais recursos. 

Essas ferramentas presentes nos navegadores são úteis para evitar downloads malignos e várias ameaças que possam surgir em sites maliciosos ou suspeitos.

Conclusão

Atualmente, é comum vermos sites de phishing, ações de cybersquatting (sequestro de domínio) e outros tipos de fraudes online se proliferarem. Por isso, é importante estar atento para não cair nessas armadilhas.

Por essa razão, siga as dicas mencionadas e navegue sem medo de esbarrar com algum hacker. A internet é um local seguro, desde que você seja atento e saiba como identificar possíveis fraudes e ações maliciosas. Fique sempre atento!

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 0
There are currently no comments.