Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io
Nota Fiscal Eletrônica, gestão empresarial e meios de pagamento – Blog Nfe.io

O financeiro está na corda bamba? 7 dicas para reduzir custos na empresa

Combine redução de custos com bons investimentos com essas dicas para reduzir custos na empresa sem prejudicar a eficiência de sua gestão.

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Mercado cada vez mais competitivo, cargas tributária altas, custo elevado de recursos e mão de obra.

Diante desse cenário, os empresários não têm outra solução, a palavra de ordem é mesmo economizar.

Mas aquelas velhas dicas para reduzir custos nas empresas com economias pífias em impressão, cafezinho e luzes acesas, com certeza não vão dar conta do recado!

Aliás, quando o assunto é cortes de gasto, outra das primeiras ideias que vêm à cabeça é redução no quadro de funcionários. Entretanto, esse pode não ser uma boa estratégia, principalmente se a economia precisar ser imediata.

Demitir um funcionário envolve o desembolso de uma boa quantia. Por isso, pense bem antes de tomar essa decisão e verifique se ela é a mais acertada para o momento. Existem outras formas de economizar e vamos mostrar para você nesse artigo.

É por isso que separamos aqui algumas dicas para reduzir custos na empresa,  medidas bem efetivas para você colocar em prática o quanto antes, sem prejudicar seus negócios.

Veja também: Dicas de controle financeiro empresarial indispensáveis para garantir os resultados da sua empresa

7 dicas para reduzir custos na empresa

1- Invista em um software de gestão

A dica número um para ter um financeiro fluindo bem é ter uma boa administração.

  • Saber onde os recursos estão investidos
  • Ter controle sobre os indicadores financeiros
  • Gestão de fluxo de caixa
  • Índice de endividamento

A gestão empresarial também é importante nas dicas para reduzir custos na empresa. De que adianta ter a parte financeira bem resolvida se o negócio não tem objetivos e não gera resultados efetivos?

Em ambos os casos, a tecnologia pode ser usada a favor. Um bom software de gestão é fundamental para alinhar processos, objetivos e resultados.

2- Invista em treinamento

Outra dica que parece mais custo, porém em longo prazo, é um grande investimento que só vai render bons resultados.

Existem diversas formas de capacitação e algumas bem acessíveis. Dependendo, nem precisa uma contratação de terceiro para realizar esses treinamentos. Os próprios gestores ou supervisores podem ministrar pequenos cursos de atualização e capacitação.

Esse é um ponto importante e vale ser considerado, pois colaboradores quando erram menos são mais produtivos. E isso, além de diminuir custos do retrabalho ainda eleva a produtividade da empresa.

3- Regime de tributação

Essa informação entra na parte de dicas para reduzir custos na empresa em relação ao financeiro a a gestão fiscal. Mas merece uma atenção especial!

No Brasil, impostos e tributos envolvem custos bem altos, isso é um fato incontestável. Mas é um gasto com a qual toda empresa precisa arcar, não tem como fugir. O que se pode fazer é avaliar com um contador ou consultoria especializada se é possível diminuir esses gastos.

Algumas empresas pagam um preço alto por terem optado por um regime de tributação que não é o mais adequado.

Os regimes de Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional, contam com alíquotas e deduções distintas e podem diferenciar de uma empresa para a outra.

4- Dívidas e tarifas bancárias

Se houver dívidas na empresa, tente negociá-las diretamente com seus credores ou banco. Porém, faça isso de caso bem pensado. Estude a condição da empresa e se comprometa apenas com acordos que tenha condições de arcar no momento.

Tarifas bancárias também merecem atenção deve entrar na lista de dicas para reduzir custos na empresa. Às vezes, são pequenos gastos que, quando acumulados, se tornam um montante no final do mês.

Verifique quais tarifas a empresa paga atualmente e tente negociá-las com o banco.

5- Controle eficiente de estoque

Você sabe o que realmente te dá lucro? Um produto ou material que não tem saída faz você perder dinheiro.

É importante ter estoque bem planejado e com alta rotatividade, por isso, procure planejá-lo de acordo com as reais necessidades.

Se ainda não é assim na sua empresa, alguns softwares podem ajudar no planejamento, gestão e controle do estoque. E não pense nele como mais um gasto, e sim como um investimento para auxiliar o capital aplicado.

6- Revisão nos custos de fornecedores

Se acomodar é a pior coisa que pode acontecer dentro de uma empresa. Dê uma olhada nos concorrentes dos seus fornecedores, busque por condições melhores.

E, se não for possível fazer a troca, tente uma negociação e faça uma pequena pressão sobre eles, indicando que os concorrentes têm melhores condições.

7- Revisão de logística e frete

Mais um custo que precisa ser, constantemente, revisado. Quando estiver verificando os fornecedores, não se esqueça de observar os gastos com logísticas e frete.

Muitas vezes, o produto pode ser barato, mas esses detalhes acabam o encarecendo. Vale a pena tirar um tempinho a mais para analisar essas questões e evitar gastos desnecessários.

DICA EXTRA: Adote um sistema de gerenciamento de notas fiscais

Quanto tempo seus funcionários perdem calculando e emitindo notas fiscais? E quantos erros são cometidos nesse processo?

Com um sistema de controle e emissão de notas fiscais com o NFe.io, além de mais produtividade e menos erros (e multas!), sua empresa terá acesso a um painel de controle com os dados mensais de faturamento, auxiliando no acompanhamento de suas vendas.

Além disso, você poderá fazer consultas automatizadas de CNPJ e CPF (para combater a inadimplência) e terá desconto na emissão do certificado digital!

Por que a redução de custo é fundamental no momento?

Essa é uma resposta bem fácil, não é mesmo? O crescimento de uma empresa não depende somente do quanto ela vende ou é produtiva. Depende também do que ela gasta mensalmente.

E se a empresa não consegue balancear essa equação, o resultado pode ser bem desastroso. A falta de cuidados básicos com a gestão e o financeiro é, inclusive, uma das principais causas do fechamento prematuro de empresas.

Porém, o corte de gastos não significa apenas economizar papel, eliminar os copos plásticos, desligar todos os aparelhos ao final do expediente. Até mesmo para economizar é preciso planejamento e análise de processos internos.

Afinal, de nada vai adiantar diminuir os custos de tal coisa se ela não interfere, efetivamente, no seu balanço geral.

Antes de tomar decisões e colocar nossas dicas para reduzir custos na empresa em prática avalie cada ideia que teve. E para cada uma se pergunte:

  • Eu realmente entendo o custo dessa atividade no negócio?
  • Qual o impacto que isso poderia causar nas atividades?
  • Teria mesmo consequências positivas? Quais seriam as negativas?
  • Quais setores serão afetados e de qual forma?

Compreendendo a gestão e os processos internos, é possível colocar em prática nossas dicas para reduzir custos na empresa da melhor forma.

Faça um diagnóstico organizacional de seu negócio e veja qual delas é a mais indicada para o seu caso.

Em seguida, defina um plano de ação de redução de custos, inspire-se neste infográfico para criar o seu:

dicas para reduzir custos na empresa

Veja mais em nosso blog: Como reduzir a inadimplência nas empresas: entenda os dois lados da moeda

Empreendedor e Fundador da NFe.io e outras startups. Focado em ajudar empreendedores a escalar seus negócios. Interessado? Marque um papo!
Comments 1